Ministro do turismo do Vêneto participa do WTM Latin America

Formada por sete províncias e localizada no nordeste da Itália, a região reúne em uma área de mais de 18 mil km² atrações para todos os gostos

  
  

De 23 a 25 de abril, o ministro do turismo da região do Vêneto, Marino Finozzi, participa em São Paulo do World Travel Market (WTM) Latin America, maior feira do setor de viagens e turismo da América Latina.

A vinda do ministro ao Brasil integra a estratégia para ampliar o fluxo de turistas brasileiros na região.

Em novembro do ano passado, representantes do Vêneto também estiveram no Brasil para participar do Festival de Turismo de Gramado. Devido aos bons resultados, o Vêneto agora retorna com estande no WTM Latin America.

Localizada no nordeste da Itália, a região é considerada um dos principais destinos da Europa. São cerca de 15 milhões de visitantes por ano e a expectativa é que até 2020 esse número atinja a marca dos 20 milhões.

Anualmente, o Vêneto registra 60 milhões de pernoites de viajantes do mundo inteiro.

“O crescimento econômico do Brasil gera uma forte demanda por bens de consumo e turismo, assim, o país torna-se um dos principais emissores de turistas interessados em conhecer as belezas da região de Vêneto”, explica Finozzi, que também destaca os laços históricos como determinantes.

“A comunidade veneziana no Brasil conta com aproximadamente 7 milhões de pessoas e muitos desses brasileiros desejam visitar a terra natal de seus pais para conhecer e aprender os costumes e tradições”.

Sobre o Vêneto:

Formada por sete províncias e localizada no nordeste da Itália, a região do Vêneto reúne em uma área de mais de 18 mil km² atrações para todos os gostos e tipos de viajantes.

Montanhas, águas termais, lagos, cidades históricas, praias, o delta do Pó e a Piedemontana, integram o universo de belezas naturais e paisagens cinematográficas que fazem da região a mais visitada do país.

Entre as várias atrações, o Vêneto inclui oportunidades para compras, com produtos vindos diretamente das principais fábricas da indústria da moda, além de visitas aos produtores de vinhos e de artesanato.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Kelly Juste

  
  

Publicado por em