Londres sedia a maior feira de turismo do mundo

O turismo no Brasil responde hoje por US$ 77 bilhões na economia e o desafio do MTur é chegar à marca dos US$ 150 bilhões até 2020

  
  

O Ministério do Turismo e Embratur participam da 35ª edição da World Travel Market. A principal feira de turismo do mundo começou na segunda-feira (3/11) e segue até hoje, o dia 6 de novembro na capital britânica.

Os ministros do turismo de pelo menos 60 países participam de um encontro da Organização Mundial do Turismo (OMT), e também está programado um encontro entre os representantes do MTur e o presidente do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), David Scowsill.

O secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz representará o ministro Vinícius Lages e está acompanhado pelo assessor Ítalo Mendes, além do chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais, Acir Pimenta Madeira.

Na oitava reunião de ministro da OMT, que será realizada dentro da própria feira, e que já tem a confirmação de pelo menos 60 representantes de turismo dos países, será discutido o tema: Turismo em megaeventos, construindo um legado.

O secretário Lummertz terá uma apresentação durante o encontro para falar das experiências brasileiras com a realização da Copa do Mundo, e como mensurar os impactos econômicos e de movimentação por meio de pesquisas.

O Brasil apresenta hoje melhores condições estruturais com os investimentos realizados em obras de infraestrutura, sinalização e acessibilidade - e também acumula experiência no segmento de negócios e eventos.

Nos últimos anos, o país vem se posicionado entre os dez maiores organizadores de eventos internacionais no mundo, de acordo com ranking da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA).

Esse é um dos pontos que o secretário Lummertz pretende mostrar aos ministros de outros países. “O segmento de grandes eventos é fundamental para a evolução do país da sexta para a terceira colocação no ranking das maiores economias de turismo no mundo”, explica.

O turismo no Brasil responde hoje por US$ 77 bilhões na economia e o desafio do MTur é chegar à marca dos US$ 150 bilhões até 2020, conforme o Plano Nacional do Turismo.

A Embratur, autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, participa da 35ª feira do WTM com um estande institucional que tem a coparticipação de 46 expositores dos estados e principais destinos turísticos do Brasil, entre outros.

Durante o evento em Londres, os visitantes que passarem pelo espaço da Embratur conhecerão a nova versão do Brasil Quest, um game virtual que tem como inspiração os atrativos turísticos das cidades-sede que receberam a Copa do Mundo de 2014, e que foi lançado em 2012 para diversificar as formas de promoção turística internacional.

O aplicativo está disponível para smartphones e tablets em todo o mundo, sendo que os países que mais baixaram foram os Estados Unidos e Reino Unido.

A feira da WTM é realizada durante quatro dias e oferece uma grande diversidade de programação focada em treinamentos, debates e discussões sobre tópicos relacionados à indústria do turismo.

Assuntos como tecnologia e viagens online, cruzeiros, companhias aéreas, luxo e hotelaria fazem parte das atividades. São mais de 5 mil expositores de 183 países e regiões que esperam realizar cerca R$ 9,9 bilhões em negócios.

O estande do Brasil também receberá a visita de empresários brasileiros do setor de turismo que participarão de uma viagem conhecimento de boas práticas, promovida por meio de Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério do Turismo, a Embratur e o Sebrae.

A viagem técnica tem como foco os megaeventos esportivos, com o intuito de identificar e aplicar os casos de sucesso utilizados em Londres para o turismo de incentivo nos produtos e destinos brasileiros.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em