O 1º Encontro Mundial de Chefs aconteceu entre 21 e 24 de setembro, em Guararema (SP)

As palestras e workshops foram realizados em 6 salas e 8 cozinhas especialmente montadas para o evento e todas, estiveram, absolutamente lotadas.

  
  

Quatro dias de muito aprendizado e troca de experiências, nos quais chefs renomados como Laurent Suaudeau, Emannuel Bassoleil, Morena Leite, Murakami, Rogério Shimura, André Otero, Bruno Stippe, Salvatore Loi, Bernard Twardy, Celso Freire, André Parente, Martin Göttlich, Cidinha Santiago, que vieram de vários países do mundo – e vários estados brasileiros, ensinaram o valor do alimento e a necessidade de se preparar uma Gastronomia Sustentável, sem desperdícios, para consumidores mais exigentes e mais cuidadosos com a seleção dos lugares que vão comer.

“Foram dias inesquecíveis. Um sonho realizado. Aconteceu o que eu esperava, ou seja, uma grande reflexão positiva sobre sustentabilidade, com palestras ótimas, plenárias melhores do que imaginávamos e, tanto os workshops e as apresentações dos chefs foram espetaculares”, disse o chef Luiz Farias ao terminar o evento.

As palestras e workshops foram realizados em 6 salas e 8 cozinhas especialmente montadas para o evento e todas, estiveram, absolutamente lotadas. “Cada uma recebeu um nome para reflexão dos presentes – Sustentabilidade, Cidadania, Responsabilidade, Reflexão, Conhecimento, Alimento, Compartilhar, Consciência – e, em todas, assim como nos estandes dos expositores, madeira reciclável e plantas marcavam a sua presença e demonstravam a necessidade do cuidado do homem com a natureza”, continuou ele.

A abertura do evento foi feita com uma plenária com os chefs Emmanuel Bassoleil, chef francês responsável pela cozinha do Skye, Morena Leite, sócia do Capim Santo, conhecida mundialmente, Celso Freire, chef curitibano, proprietário do Celso Freire Gastronomia, chef Bernard Twardy, responsável pela cozinha do Beach Park Fortaleza (junto com sua equipe, conseguiu desenvolver com agricultores locais os produtos que traziam do Sul do país e chegavam com 40% de perda no Ceará), Rosa Moraes, diretora de Hospitalidade e Gastronomia na Laureate Education e Luiz Farias, chef pâtisserie que, ao receber o prêmio de melhor do mundo no ano passado, idealizou o encontro.

“A palestra que veio depois foi altamente elucidativa para aumentar a consciência sobre a sustentabilidade. A Bunge Alimentos trouxe o vice-presidente de Alimentos & Ingredientes Francisco Ganzer demonstrou todo o trabalho da empresa na busca de maneiras mais sustentáveis de alimentar uma população mundial em crescimento. E, em seguida, um presente para nossos chefs presentes e para os convidados. A Fanfarra da Escola Estadual Roberto Feijó tocou, com instrumentos de cozinha – panelas, fruets, tampas, canecas, frigideira, etc – músicas que deram boas-vindas aos convidados.

- Programação intensa

Durante os quatro dias do Encontro Mundial de Chefs, todos os participantes – palestrantes e estudantes – tiveram programação intensa, com plenárias na parte da manhã, aulas e workshops até o final da tarde e, durante as noites, os chefs foram convidados pelos empresários da cidade para conhecer a gastronomia local.

“Na primeira noite, foram recepcionados no restaurante Mirante do Paraíba e, na segunda, os chefs dos restaurantes locais apresentaram os seus pratos mais vendidos em um jantar especial no hotel. Na noite de sábado, houve uma confraternização com premiação aos chefs presentes – o jantar foi internacional com pratos de vários países e dos nossos estados também. E, no domingo, depois de um passeio de trem à cidade de Luís Carlos e recepcionados na cervejaria de produção local, todos confraternizaram em um churrasco na piscina”, comentou o chef.

Entre as salas mais cheias, destaque para as que tiveram aulas dos chefs Morena Leite e Meia-noite, Benon (culinária árabe), Murakami e Marcelo Ocean Six, Cidinha Santiago, Martin Göttlich (culinária alemã), André Otero (professor da escola IGA), Erica Airun e Juliano Albano (Restos & Raspas), Bruno Stippe, Melchior Neto (feijoada), Laurent Saudeau (cozinha francesa) e Bernard Twardy (culinária do Ceará).

“Contamos com a presença e com o apoio do André Otero, coordenador da escola de Gastronomia IGA, Rosa Moraes, Diretora de Hospitalidade e Gastronomia na Faculdade Anhembi-Morumbi e do Antero Pereira, presidente do Sindicato dos Industriais de Panificação e Confeitaria e da Escola Técnica Instituto de Desenvolvimento da Panificação e Confeitaria de São Paulo. Todos trouxeram alunos de suas escolas, além de muitos que se inscreveram pela nossa página no FB. Agradecemos a todos eles e também a todos os patrocinadores que permitiram que esse evento fosse realizad ”, finaliza Luiz Farias.

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Dorotéia Fragata

  
  

Publicado por em