Para os amantes da pesca

Acordo de cooperação sobre turismo e pesca amadora será assinado durante o 6º Salão do Turismo e será elaborado um plano de ações e projetos que serão desenvolvidos em parceria pelas duas pastas

  
  

Os polos Rio Negro e Uatumã, no Amazonas, são regiões internacionalmente famosas pela grande quantidade de peixes tucunarés. Vitória (ES) é considerada a capital nacional da pesca de peixes oceânicos. A região pantaneira é, historicamente, um importante polo de turismo de pesca. O Brasil possui diversos cenários para os amantes da pesca, seja no litoral ou nos rios que atravessam o país.

Durante a abertura do 6º Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, em 13 de julho, os ministérios do Turismo e da Pesca e Aquicultura assinarão um acordo de cooperação técnica para fortalecer o segmento e a pesca amadora no Brasil. O acordo visa integrar as ações entre os ministérios, fortalecendo a relação entre a pesca amadora, que não possui fins comerciais, e o turismo.

“A pesca tem capacidade de gerar significativos fluxos turísticos e, consequentemente, benefícios econômicos”, explica a secretária Nacional de Políticas de Turismo, Bel Mesquita.

Após a assinatura do acordo, será elaborado um plano de ações e projetos que serão desenvolvidos em parceria pelas duas pastas. Ao Ministério do Turismo caberá formular e acompanhar políticas para o desenvolvimento do segmento, como a promoção de estudos sobre oferta e demanda e divulgação do turismo de pesca no Brasil e no exterior.

A sexta edição do Salão do Turismo acontecerá entre os dias 13 e 17 de julho, no Anhembi, em São Paulo. Veja mais informações sobre o evento e faça seu credenciamento pelo site: http://www.salao.turismo.gov.br/

Veja mais informações sobre o segmento AQUI

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em