Premiação, convênio, painéis técnicos e cultural rural abrem a Feiratur 2008

Com entrada franca, os expositores terão como mostrar diretamente ao potencial comprador do produto turístico seus atrativos, condições de acessibilidade, pacotes e diferenciais competitivos.

  
  
A comida típica é uma das atrações do turismo rural brasileiro /Cacimba de Pedra-Reino Selvagem

Setor econômico responsável por um crescimento anual médio de 20% no Brasil e que hoje aglutina perto de 15 mil propriedades rurais no País, o turismo rural nacional abre nesta quinta-feira (20.11) seu maior evento.

Pela primeira vez realizada em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, a 5ª edição da Feira Nacional de Turismo Rural (Feiratur 2008) reúne os principais especialistas e empresários do segmento e promete três dias de debates, avaliações, acordos, negócios e integração entre empresários rurais, profissionais do turismo, acadêmicos e o turista em potencial.

De acordo com a Associação Brasileira de Turismo Rural (ABRATURR), estima-se que o setor movimente hoje perto de R$ 2,8 bilhões/ano.

Com entrada franca, os expositores terão como mostrar diretamente ao potencial comprador do produto turístico (a população) seus atrativos, condições de acessibilidade, pacotes e diferenciais competitivos.

Todos os participantes, por sua vez, terão livre acesso à todos os painéis técnicos que serão apresentados até sábado e que versarão sobre comercialização, mercado, tecnologia e comunicação, dentre outros assuntos. A feira promete muito movimento. São 330 profissionais inscritos, até 17.11, além do fluxo natural de visitantes em função da entrada franca.

Já nesta quinta-feira, em seu primeiro dia, a Feiratur 2008 terá sua abertura oficial, início às 8 da manhã, marcada por dois acontecimentos distintos: o primeiro será a formalização de um acordo internacional de cooperação técnica entre o organismo da OEA – IICA (Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura), e o IDESTUR (Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural). O objetivo é a implantação de um projeto de fortalecimento institucional, qualificação de profissionais e de empresas de turismo rural.

Em uma segunda etapa da cerimônia de abertura será feita a entrega do Prêmio Brasil Rural, concedido a personalidades que se destacaram na promoção e no incentivo à atividade econômica. Serão homenageados o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, João de Almeida Sampaio Filho; o prefeito de São Roque/SP, Efaneu Nolasco Godinho e a senadora da República pelo Mato Grosso do Sul, Marisa Serrano.

O primeiro painel técnico será apresentado a partir das 9h30min.. A coordenadora geral de Segmentação do Ministério do Turismo, Rosiane Rockenbach, falará sobre "Turismo rural: rumo ao século XXI". Ainda pela manhã será apresentado um estudo sobre o turismo rural do Distrito Federal a cargo da consultora do Sebrae/DF, Maria José Quintas, e da coordenadora de Projetos Estruturantes da Brasiliatur, Caetana Franarin Pimenta da Veiga.

A última exposição técnica do dia será no período da tarde (a partir das 14h30min e ficará a cargo da presidente do Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural (IDESTUR), Andréia Roque, que apresentará o tema: "Políticas Públicas e Legislação do Turismo Rural".

Durante os três dias a programação contará com show cultural/musical sul-mato-grossense. Nesta quinta a atração será a dupla regional Tostão & Quarany. Na sexta-feira (21.11) a apresentação será do mestre da sanfona Dino Rocha e no sábado (22.11) o encerramento ficará com Maciel Correa. Quem não providenciou as inscrições pela Internet poderá fazê-lo gratuitamente no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo (local da Feiratur) a partir desta quinta-feira.

A Feiratur 2008 é uma realização da Associação Brasileira de Turismo Rural de Mato Grosso do Sul (ABRATURR/MS), Associação Brasileira de Turismo Rural (ABRATURR) e Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural (IDESTUR).

Fonte: Ariosto Mesquita Duarte

  
  

Publicado por em