Premiação nacional fortalece enoturismo gaúcho

Estado concentra maior quantidade de vinhos com reconhecimento máximo de qualidade.

  
  

Com quatro representantes entre os seis rótulos de vinho que obtiveram o reconhecimento máximo – medalha Gran Ouro – do Concurso Nacional de Vinhos e Destilados, o Rio Grande do Sul reafirmou a posição de polo do enoturismo brasileiro.

A premiação foi anunciada neste mês e teve 419 inscritos, dos quais 215 vinhos e 204 destilados de todas as regiões do Brasil. A escolha adotou as mesmas técnicas e ferramentas de avaliação do “Concurso Mundial de Bruxelas”, o maior do mundo na categoria.

A qualidade dos vinhos gaúchos atrai milhares de turistas todos os anos em busca de atividades como degustação, cursos relacionados à bebida e visitação às propriedades para aprender sobre o processo de produção.

O único espumante agraciado com a classificação Gran Ouro, por exemplo, está disponível para degustação de turistas na sede de uma vinícola da região.

É possível ainda fazer uma visita guiada pela propriedade histórica, localizada no município de Garibaldi, e que completa 100 anos em 2015. Já o município de Nova Pádua (RS) tem outra vinícola premiada com o Gran Ouro, que está aberta a visitas gratuitas e oferece degustação e vinhos para venda.

O vinho premiado, entretanto, não faz parte do menu de degustação, pois necessita de, no mínimo, oito horas de garrafa aberta ou decantação de duas a três horas antes de ser consumido.

Cachaças

Os gaúchos também se destacaram entre os destilados: dos três rótulos que obtiveram o prêmio máximo, dois são do Rio Grande do Sul. Uma delas, é uma pequena propriedade das famílias Remus e Bettinelli, localizada no município de Santa Tereza(RS), a 15 quilômetros do Vale dos Vinhedos. Na cidade, a produção de cachaça é uma tradição de mais de um século.

Ivandro Remus, produtor da cachaça premiada, afirma que o reconhecimento só foi possível graças à profissionalização do produto. Também houve investimento em tecnologia, mudança do tipo de fermentação e controle de temperatura.

Tudo isso resultou na primeira medalha de ouro recebida pela cachaçaria, diz Ivandro. A propriedade é familiar e os visitantes têm contato direto com os produtores, além de poderem degustar a bebida premiada. Em caso de grupos a partir de 10 pessoas é recomendável agendar a visita.

Confira os vencedores do prêmio máximo do Concurso Nacional de Vinhos e Destilados

Vinhos com selo “Gran Ouro”

- Animas Vitis - Vinícola Boscato (RS)

- Elegance Peterlongo Espumante Branco Brut – Vinícola Armando Peterlongo (RS)

- Reserva Cabernet Sauvignon Panceri – Vinícola Panceri (SC)

- Casa Venturini Vinho Tinto Seco Tannat Reserva – Vinícola Goes e Venturini (RS)

- Casa Perini Brut Rose – Vinícola Perini (RS)

- Vinho Tinto Fino Seco Imortali – Vinícola Santa Augusta (SC)
Destilados com selo “Gran Ouro”

-Cachaça Prosa Mineira Ouro – Prosa Mineira (MG).

- Cachaça Playboy Premium – H. Weber e Cia (RS).

- Cachaça Envelhecida A Locomotiva – Remus e Bettinelli (RS)

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: MTur/ Gustavo Henrique Braga

  
  

Publicado por em