Prêmio Senado Federal de História do Brasil visa estimular a produção historiográfica brasileira

Os trabalhos serão julgados por comissão formada por historiadores de reconhecida relevância acadêmica, indicados por entidades representativas da área.

  
  

Foi lançado oficialmente, na terça-feira, 9 de dezembro de 2008, às 20 horas, o Prêmio Senado Federal de História do Brasil, em solenidade no Teatro Nacional Cláudio Santoro, por ocasião do concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional que encerra as atividades do Ano Cultural Artur da Távola.

De iniciativa do senador Tião Viana (PT-AC), o Prêmio será conferido anualmente a autores de obras que enfatizem aspectos políticos da História do Brasil e que, regularmente inscritos, tenham sido classificados nos três primeiros lugares.

O edital e o regulamento serão divulgados com a indispensável antecedência, com ampla divulgação pela imprensa e junto a instituições de ensino superior e de pesquisa.

Os trabalhos serão julgados por comissão formada por historiadores de reconhecida relevância acadêmica, indicados por entidades representativas da área.

O Prêmio Senado Federal de História do Brasil quer se constituir em referência nacional e espera poder estimular a produção historiográfica brasileira. Ao consolidar a imagem de um Poder Legislativo comprometido com a educação, a cultura e a ciência do País, o Prêmio destaca, entre seus objetivos, o incentivo à investigação científica relativa à História do Brasil; a publicação e a circulação de obras de reconhecido mérito; o estímulo à renovação da vertente política da historiografia nacional, seguindo uma tendência mundial e que, no Brasil, manifesta-se em escala crescente nos cursos de mestrado e de doutorado.

Fonte: Antonio Barbosa - Consultoria Legislativa

  
  

Publicado por em