Reed Travel Exhibitions escolhe São Paulo para sediar o World Travel Market

Evento de negócios da indústria do turismo ganhará edição brasileira em 2013. Na última edição a Feira teve a participação de cerca de 50 mil profissionais que movimentaram mais de US$ 2 milhões

  
  
World Travel Market em Londres

A Reed Exhibitions, através de sua divisão Reed Travel Exhibitions, anunciou nesta quarta-feira (23/11) o lançamento da World Travel Market - Latin America (WTM-LAT) – feira de negócios da indústria do turismo. A multinacional, líder mundial na organização de eventos, escolheu São Paulo como sede para o evento, que acontecerá em abril de 2013.

Será a primeira vez que a marca da conceituada feira WTM - World Travel Market, realizada anualmente em Londres há 32 anos, será reproduzida em outro local. “Realizamos uma pesquisa e, de acordo com as necessidades apontadas pelo público, identificamos a oportunidade de criar um evento na América Latina”, afirma Richard Mortimore, diretor geral da Reed Travel Exhibitions. “Constatamos que São Paulo é a cidade mais preparada no continente para receber o evento”, complementa Vincent Lhoste, diretor de projetos para a indústria de viagens e turismo da entidade.

Autoridades brasileiras também estiveram presentes no lançamento para apoiar os organizadores. “A WTM de Londres é a feira mais internacional que conheço e um modelo de sucesso que certamente será replicado aqui. Vale lembrar que a capital paulista movimenta R$ 3,5 bilhões em eventos por ano e é responsável por 90% das feiras e eventos do país”, destaca Luciane Leite, diretora de turismo e entretenimento da SPTuris.

Já Márcio França, secretário de Turismo do Estado de São Paulo, disse que ”sediar a World Travel Market Latin America será um aperitivo para testar a capacidade do país em sediar eventos grandes antes da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos”. Por fim, Toni Sando, diretor superintendente do São Paulo Convention & Visitors Bureau, ressaltou que a cidade está sim bem preparada para receber todos os visitantes, graças aos inúmeros hotéis e opções culturais e gastronômicas: “Para nós, saber que as pessoas estão vindo ao nosso destino para fazer negócios e ao mesmo tempo para buscar entretenimento é uma satisfação dupla”.

A WTM-LAT contemplará o universo dos profissionais de turismo, não concorrendo diretamente com os eventos que já existem no Brasil, já que a Feira das Américas - ABAV e o Workshop Braztoa, entre outros, são principalmente direcionados a agentes de viagens nacionais. “Nosso evento terá como objetivo mais marcante gerar networking e negócios entre fornecedores de produtos e serviços e compradores internacionais”, explica Lawrence Reinisch, Show Manager da Reed Travel. “Também escolhemos o primeiro semestre para não concorrer com eventos nacionais do segundo semestre”, completa Vincent Lhoste.

Atualmente existem apenas eventos nacionais, todos no segundo semestre, como a Feira das Américas - ABAV, FITA México, FIT Argentina, FIT Paraguai e outros. A expectativa, na primeira edição, é de contar com 400 expositores, entre 12.000 e 15.000 visitantes e de 200 a 250 operadores que fazem parte do conceituado programa de Hosted Buyers selecionados que a Reed aplica em diversos de seus eventos.

Outra diferença em relação às feiras já existentes será o foco no Turismo Receptivo do Brasil e da América Latina. “Teremos, sim, produtos do mundo todo, nos segmentos de Lazer, Corporate e MICE - Meetings, Incentives, Conferences & Exhibitions - mas esperamos que 50% dos expositores sejam do segmento Inbound brasileiro e latino-americano”, esclarece Reinisch, completando logo em seguida: “Queremos fortalecer a América Latina como um destino moderno e que, ao mesmo tempo, apresenta história e cultura riquíssimas, integrando os países do bloco, com diversos pontos que podem ser trabalhados em conjunto. O momento é perfeito, já que pela primeira vez o mundo todo está nos olhando com interesse”.

A WTM-LAT será anual e terá três dias de duração, além de uma grade de palestras e seminários de conteúdo acadêmico, para contribuir com a formação dos profissionais presentes; reuniões governamentais com modelo no Ministers’ Summit, que acontece todos os anos na WTM-Londres; e também uma importante parcela de assuntos comerciais.

Referência no mercado internacional, a importância da WTM-Londres pode ser comprovada por meio dos números da edição 2010. Aproximadamente 50 mil profissionais da indústria de viagens estiveram presentes, participando de reuniões que geraram um volume recorde de US$ 2.219 milhão em negociações, um crescimento de 20% em relação a 2009, quando foi movimentado cerca de US$ 1.773 milhão.

Mais informações podem ser obtidas em www.reedtravelexhibitions.com.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em