Rio Grande do Sul receberá congresso sobre turismo em roteiros de vinho

O objetivo é discutir os fatores que influenciam na competitividade e sustentabilidade da oferta enoturística do país

  
  

Os municípios de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha e Garibaldi, na Serra Gaúcha vão receber os participantes do 4º Congresso Latino Americano de Enoturismo. O evento será entre os dias 8 e 10 de outubro.

O objetivo é discutir os fatores que influenciam na competitividade e sustentabilidade da oferta enoturística do país.

Além dos produtores de vinho brasileiros, o encontro terá a presença de representantes da América Latina e Europa, que virão trocar experiência e apresentar às boas práticas do setor.

A novidade desta edição serão as visitas técnicas guiadas a roteiros de vinho, realizadas nos três dias de evento, e por isso, o evento terá programação nas cinco cidades da região serrana gaúcha.

O objetivo, segundo os organizadores, é gerar debates e proporcionar novas experiências aos participantes, que terão contato com a vivência da cultura do vinho.

O Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, é um dos roteiros de vinho mais visitados por turistas brasileiros e estrangeiros, chegando a 150 mil pessoas ao ano, segundo informação da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale). São 26 vinícolas associadas e 43 empreendimentos de apoio ao turismo, entre hotéis, pousadas, restaurantes, artesanatos, queijarias, ateliês de artesanato e antiguidades e outros.

O roteiro também integra o Projeto Talentos do Brasil Rural, uma parceria com os ministérios do Turismo e Desenvolvimento Agrário, além do Sebrae.

Atualmente França, Itália e Espanha são os maiores produtores de vinho do mundo. Entre os sul-americanos, Argentina e Chile estão entre os dez maiores.

O Brasil aparece em 14º lugar no ranking. Já em relação ao consumo, os Estados Unidos ultrapassaram a França e se tornaram os maiores consumidores de vinhos com cerca de 329 milhões de caixas de vinho.

Entre os brasileiros, o consumo chega a 300 milhões de litros de vinho anualmente, de acordo com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Além do Vale dos Vinhedos no (RS), outras regiões do Brasil já montaram roteiros de enoturismo, entre eles: a Rota do Vinho do Vale do São Francisco, formado por Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó (PE), Curaçá, Juazeiro, Casa Nova Bahia e Sobradinho (BA).

Sul de Minas Gerais, em Caldas e de Andradas; a região serrana de Santa Catarina, nos municípios deLages e São Joaquim e ainda no Vale do Rio do Peixe (Pinheiro Preto, Tangará, Videira, Treze Tílias, e Água Doce) e no Vale das uvas Goethe (Urussanga) e também em Nova Trento.

No Espírito Santo, na região da Pedra Azul e Santa Teresa; no Paraná entre Marialva e Maringá, também de Bituruna, Colombo, São José dos Pinhais, Curitiba, Campo Largo, Piraquara e Toledo; São Paulo na região de São Roque, Circuito das Frutas, São Carlos e Espírito Santo do Pinha.

Na programação do congresso constam, além das visitas, palestras com especialistas da Espanha, Itália e Portugal, além de painéis sobre inovação no enoturismo; condomínios vitivinícolas e gastronomia aliada ao turismo nas vinícolas.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em