Secretaria apresenta resultados do turismo em Minas Gerais, na abertura oficial do 2º Salão Mineiro de Turismo

durante a abertura oficial do 2° Salão Mineiro de Turismo, a secretária de Estado de Turismo apresentou os resultados da política pública do turismo mineiro

  
  

Hoje, (03), durante a abertura oficial do 2° Salão Mineiro de Turismo, a secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, apresentou os resultados da política pública do turismo mineiro, nos dois anos e três meses de sua gestão frente à pasta.

De acordo com ela, no início de 2007, iniciou-se um processo estratégico de planejamento, buscando a descentralização da gestão e dos recursos, em benefício de agilidade e de resultados para o setor. “Fizemos um choque de cultura turística, aprendendo com as melhores práticas e ensinando uns aos outros sobre a nossa atividade. Formamos firmes parcerias com instituições do trade turístico”, disse a secretária.

Gestão descentralizada

Em seu pronunciamento Érica Drumond lembrou que Minas Gerais é um estado mediterrâneo, com 853 municípios, com PIB maior do que o Chile. Um Estado com uma grandeza territorial enorme. Para alcançar todas as regiões do Estado, as ações, programas e projetos precisam ser executados na ponta. De acordo com a secretária, Minas Gerais tem organizada e em plena atividade uma Federação, a FECITUR, que agrega 42 Associações dos Circuitos Turísticos, envolvendo todas as regiões mineiras e a capital Belo Horizonte. “Estas Associações são os braços de nossa política pública. Trabalhamos para que cada região se desenvolva e apóie a comercialização de maneira integrada. Para que continuem a execução de nossa política pública na ponta, de maneira eficaz”, ressalta Drumond.

Outra forma de descentralização de gestão, lembra a secretária, é a criação do Conselho Estadual de Turismo, que terá papel fundamental na formulação e discussão das políticas públicas na atividade, enriquecendo conteúdos e garantindo a representatividade do setor público e da iniciativa privada na articulação da política estadual do turismo.

Resultados

A secretária apresentou para os representantes do turismo de Minas os resultados da política estadual de turismo, entre 2007 e início de 2009. “Fortalecemos os receptivos locais, capacitando-os e aproximando-os do cliente final. Incentivamos a formatação de roteiros integrados, segmentando nossos principais produtos e identificando seus nichos de mercado”, afirma. Nestes dois anos e três meses de gestão já foram capacitados sessenta receptivos do turismo mineiro e criados e ofertados para o mercado 71 roteiros turísticos.

Érica Drumond lembrou ainda a instalação de 360 placas de sinalização turística rodoviária e a capacitação de 120 policiais civis, militares e do Corpo de Bombeiro. De acordo com ela, Minas Gerais possui quatro destinos considerados como indutores do turismo nacional (Belo Horizonte, Ouro Preto, Tiradentes, Diamantina). “Em 2009, vamos ampliar para 15 nossos destinos indutores. Queremos também em Minas 10 destinos, que serão referência para recepção do turista brasileiro”, ressaltou.
Promoção e incentivo à comercialização.

Também em seu pronunciamento, a secretária lembrou investimentos na ordem de R$ 7,5 milhões em ações de promoção e incentivo à comercialização do produto turístico mineiro. “Participamos 150 feiras e eventos do turismo nacional e internacional. Realizamos ações promocionais nos principais mercados, fomentando a inserção de nossos destinos nos tarifários das maiores operadoras do turismo”, diz.

A secretária ressaltou ainda a visita de 60 jornalistas e 96 operadores do turismo a Minas Gerais, em Famtours e Presstrips – viagens de familiarização e reconhecimento de atrativos. “Estas atividades são prioritárias e de resultado imediato para divulgação, promoção e incentivo à comercialização do produto turístico Minas Gerais.

Decola Minas

Érica Drumond afirmou que dentro do Programa Decola Minas, estão em pleno funcionamento e com ótimos índices de ocupação os três vôos diretos internacionais implantados em 2008: BH/Lisboa, pela TAP - BH/Panamá, pela COPA e BH/ Miami pela Amercian Airlines. “O Aeroporto Internacional Tancredo Neves opera mais de cinqüenta vôos internacionais por semana. Tivemos em 2008, um número seis vezes maior de desembarques internacionais, comparado com 2007”, comemora a secretária. No ano passado, 88 mil turistas desembarcaram no Aeroporto.

Turismo de Negócios e Casa de Minas

No fim de 2008, ressaltou a secretaria, o Governo de Minas assinou com o Banco Interamericano de Desenvolvimento convênio de 5,6 milhões de dólares para incremento da atividade do turismo de negócios em Belo Horizonte. “Para o sucesso deste projeto, estamos utilizando as melhores práticas do Instituto Euvaldo Lodi. Nosso setor está motivado e interligado em uma grande rede de prestação de serviços”. A meta da Setur é atrair grandes eventos para a Capital Belo Horizonte e para os principais pólos mineiros Uberlândia, Juiz de Fora, Araxá e Ouro Preto.

A secretária também disse que em novembro do ano passado, dentro do encontro Minas em Piemonte, a Casa de Minas teve a sua primeira itinerância internacional. “Levamos ao público italiano uma síntese de nossos principais atrativos turísticos e culturais, por meio da Exposição Viver Minas”, diz Drumond, anunciando ainda para este ano a inauguração da Casa de Minas em São Paulo.

Primeiro destino turístico brasileiro

Ao finalizar, a secretária enfatizou que o turismo de Minas Gerais tem planejamento, recursos, projetos e programas e que, acima de tudo, é considerado como política pública estratégica pelo Governo de Minas. De acordo com ela, Minas Gerais é um destino turístico grandioso, cheio de vida, de cultura, de riquezas. “Minas Gerais poderá se tornar o primeiro destino turístico deste país, pois é a melhor opção para compor com todos os destinos de sol e mar, ofertados exterior”, argumenta a secretária.

Salão Mineiro

A expectativa da secretária Érica Drumond no Salão Mineiro de Turismo é que o evento seja oportunidade para que as Associações de Circuitos Turísticos possam divulgar suas riquezas e para que profissionais e empresários possam ampliar conhecimento, trocar experiências e gerar novos negócios. “Queremos que o belo-horizontino possa sair daqui com sua próxima viagem programada por Minas Gerais”, conclui a secretária.

O Salão Mineiro de Turismo é uma realização da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur), em parceria com o Ministério do Turismo. O objetivo é mostrar produtos turísticos de todas as regiões de Minas e fazer um convite para que o mineiro conheça os atrativos turísticos do Estado. No encontro há espaço de discussão e palestras, voltado para gestores públicos e empreendedores do turismo, além de trabalhos que mostram avanços, modelos de gestão e novidades do setor.

Fonte: Secretaria de Turismo de Minas Gerais

  
  

Publicado por em

Marluce de Fatima Vieira

Marluce de Fatima Vieira

16/04/2009 10:50:02
Bom Dia!
Tive a oportunidade de participar do evento, representando a minha cidade, por meio da Prefeitura Municipal de Araguari, até por que sou funcionaria da mesma , sou tecnica em turismo e trabalho no departamento de turismo. Poço dizer-lhes que adorei, foi super bem organizado. A Setur, com toda a sua equipe e o Governo do Estado estão de parabens pela realização do Evento. As palestras foram maravilhosas, a fala da Secretaria Erika, o Vice Governador, enfim, todos foram maravilhosos. Espero poder estar em outros eventos junto com voces.
Obrigada
Marluce de Fatima Vieira