Setur - PE / EMPETUR discute Turismo com representantes do Litoral Norte

O evento, que teve como objetivo debater as temáticas relativas ao turismo da região, ocorreu no Centro Peixe - Boi / Ibama, na Ilha de Itamaracá.

  
  

A Secretaria de Turismo de Pernambuco, em parceria com a Associação das Secretarias de Turismo de Pernambuco (Astur - PE), realizou, hoje (02), encontro com representantes do poder público das cidades do litoral norte. O evento, que teve como objetivo debater as temáticas relativas ao turismo da região, ocorreu no Centro Peixe - Boi / Ibama, na Ilha de Itamaracá.

O presidente da Astur - PE, Sérgio Aroucha, destacou a importância da reunião para o desenvolvimento turístico da área. “Através desses encontros podemos expor as nossas dificuldades que não são poucas. Ficamos todos, portanto, muito felizes em receber representantes do Estado, pois juntos poderemos superá – lãs”.

Segundo o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco, José Ricardo Diniz, mais do que a potencialidade do litoral norte pernambucano, as cidades têm a responsabilidade pelo bem - estar do visitante. “Não importa se Londres, São Paulo ou Itamaracá, o que o turista espera é, no mínimo, um lugar limpo, seguro e com bons equipamentos hoteleiros”, afirmou.

Para tanto, Diniz apresentou algumas das ações da Secretaria Estadual de Turismo no litoral como a sinalização turística do pólo Costa dos Arrecifes, as obras de infraestrutura do Programa de Desenvolvimento do Turismo Nacional II (Prodetur II) e os projetos de qualificação profissional. “É importante que sejam ressaltados os benefícios que a capacitação voltada ao turismo pode proporcionar a toda uma potencialidade turística e, consequentemente, econômica como o litoral norte do Estado”.

Ao secretário de Turismo de Pernambuco, Sílvio Costa Filho, coube a explanação acerca de duas das principais questões relativas ao litoral norte: a retirada do presídio e o circuito náutico. “Quanto ao presídio, a decisão da retirada já está tomada. No entanto, isso só pode acontecer quando a unidade prisional de Itaquitinga estiver pronta para receber os detentos. Para isso, as medidas já estão sendo providenciadas”.

Já no que diz respeito ao circuito náutico, Costa Filho levantou dois pontos: a recuperação dos píers e a dragagem. “'Além da questão ambiental relativa à dragagem, nenhum projeto será aprovado e realizado sem a participação dos pescadores, marisqueiros e demais membros da comunidade local”, disse.

Fonte: Secretaria de Turismo de Pernambuco

  
  

Publicado por em