Estudantes de Turismo participam da revitalização do centro Paulistano

Revitalizando o centro Projeto pretende melhorar o centro paulistano e atrair mais turistas Fonte: SP Turis A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTuris, a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, a Subpref

  
  

Revitalizando o centro

Projeto pretende melhorar o centro paulistano e atrair mais turistas

Fonte: SP Turis

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTuris, a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, a Subprefeitura da Sé e a Associação Viva o Centro apresentaram o plano Turismo no Centro.

O objetivo do projeto é revitalizar o centro da cidade com a ajuda de estudantes do curso de Turismo, fazendo com que os alunos se aprofundem na profissão. As seis faculdades envolvidas no plano são Anhembi Morumbi, Cruzeiro do Sul (Unicsul), Paulista (Unip), Uninove, Senac São Paulo e Cefet/SP.

"Estamos desenvolvendo uma universidade na rua, em que 800 estudantes vão poder vivenciar a cidade e pensar na forma que a querem para viver. É uma chance de mostrarem a importância do turismólogo na sociedade moderna", expôs Caio Luiz de Carvalho, presidente da SPTuris, para o público que tomou quase todo o Salão Nobre da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, a maioria formada por universitários e professores. O lugar foi escolhido para sediar o evento por ser um ícone histórico da região central de São Paulo.

Carvalho ressaltou que o Turismo é o segmento que mais cresce no mundo, e por isso devemos investir em atrações. "O visitante fica em média três dias na cidade. Se ficar mais um, mais empregos e mais riquezas serão gerados".

A iniciativa é inédita por unir, de uma só vez, o poder público, o terceiro setor e as universidades. Na ocasião, o Sebrae foi anunciado como o mais recente parceiro no projeto.

O trabalho abrange os distritos da Sé, República e entornos, considerados o Centro Histórico da capital paulista. Segundo Marco Antonio Ramos de Almeida, superintendente geral da Viva o Centro, a revitalização do lugar é fundamental para atrair mais visitantes, pois o centro é a identidade de uma cidade. "Quem quer conhecer Paris vai a Champs-Élysées, quem quer conhecer Nova York vai a Manhattan. O centro é a marca da cidade, e tudo precisa de uma marca para ser vendido", explicou Almeida.

De acordo com o secretário de Coordenação de Subprefeituras e subprefeito da Sé, Andrea Matarazzo, a expectativa é que o lugar se torne uma referência de serviços, cultura e lazer. "Este já foi o mais importante centro financeiro da América Latina, e a Subprefeitura tem incentivado empresas a voltarem para cá", contou.

O evento teve ainda a presença do prefeito Gilberto Kassab, que agradeceu às intituições, aos professores e aos estudantes pela iniciativa de ajudar a cidade de São Paulo.

_____
Foante: Portal Radar

  
  

Publicado por em

Marina

Marina

27/08/2008 07:57:01
muito bom