Feiras de Turismo divulgam o Brasil no exterior

Dando prosseguimento à Agenda de Promoção Comercial no Exterior, o Ministério do Turismo, por meio da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo), em companhia de mais de 50 representantes do trade nacional, compareceu a quatro feiras de turismo em quatro

  
  

Dando prosseguimento à Agenda de Promoção Comercial no Exterior, o Ministério do Turismo, por meio da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo), em companhia de mais de 50 representantes do trade nacional, compareceu a quatro feiras de turismo em quatro mercados-chave ao longo das duas últimas semanas deste mês. No período, o Brasil esteve representado nas seguintes feiras: Expoeventos (13 a 16 " Estoril, Portugal); Leisure (19 a 22 " Moscou, Rússia); Top Resa (21 a 23 " Deauville, França) e Jata (22 a 24 " Tóquio, Japão). "São encontros de características próprias, em mercados cheios de peculiaridades e que, ao mesmo tempo, complementam-se", avalia o diretor de Turismo de Negócios e Eventos da EMBRATUR, Marcelo Pedroso. A presença na Leisure, por exemplo, revela um mercado bastante singular. "Apesar da Rússia não figurar entre os principais emissores de turistas ao País, os turistas russos são clientes de alto luxo e que possuem um elevado valor de gasto por viagem", explica a gerente de Eventos Promocionais da EMBRATUR, Maria Katavatis, que há três anos participa da feira. Nesta edição, o encontro foi realizado em novo centro de convenções, nos arredores de Moscou, e teve a participação de uma maior parcela de visitantes profissionais. A delegação na Leisure contou com 14 co-expositores no estande brasileiro. Karin de Carvalho, consultora do Escritório Brasileiro de Turismo (EBT) em Frankfurt (Alemanha), também reponsável pelo mercado russo, avalia positivamente a presença do Brasil no material das operadoras presentes ao evento. "Entre as 15 maiores operadoras para longa distância, já contamos com a presença do Brasil em 60% dos catálogos. E não somente com pacotes básicos, mas também com produtos como Búzios (RJ), Lençóis Maranhenses (MA) e Itacaré (BA)". Ela se surpreendeu com o detalhamento, em alguns casos. "Grandes operadoras como a Capital Tours e Tour Bazar oferecem uma média de 15 páginas sobre Brasil, e a Jazz Tour (viagens de alto padrão) chega a oferecer um catálogo com 90% dos pacotes somente para o País". A consultora revela ainda que estão em curso conversas de operadoras do receptivo nacional para estabelecer um vôo que poderia fazer a rota Moscou-Viena-Rio de Janeiro. A operação seria feita pela companhia russa Transaero. Na França : Em relação à Top Resa, o consultor do EBT em Paris, Paulo Moraes, relata uma grande procura por opções de ecoturismo, por esportes de aventura e por destinos na região Nordeste do País, em geral. Também fala sobre novidades da mídia: "A revista Golf Trotter, especializada em golfe, promete para dezembro uma edição sobre campos na Bahia. E a Travel Magazine, da Bélgica, também deve ter o Brasil em destaque em sua edição inaugural, em novembro". De acordo com Moraes, representantes da operadora Connect Factory, especializada em Incentivo, planejam organizar um evento em um destino de ecoturismo para um grupo de 90 pessoas: "Eles buscam uma opção que tenha o turismo sustentável como preocupação". Portugal e Japão : Na Expoeventos, em Portugal, feira do segmento de Negócios, Congressos, Eventos e Incentivo, a participação brasileira foi institucional, ou seja, sem co-expositores. "Portugal é principal emissor de turistas europeus para o Brasil, especialmente a lazer. Com a presença nesse encontro temos a oportunidade de ampliar nosso trabalho no mercado português", interpreta a consultora do EBT em Lisboa, Neila Araújo. A presença de diversos operadores portugueses que vendem os produtos, destinos e serviços turísticos brasileiros também colaborou para a divulgação do País. No Congresso de Turismo de Negócios, realizado previamente à feira, os convidados ouviram, no dia 12, uma apresentação sobre o Brasil da consultora do escritório. Ela mostrou detalhes de infra-estrutura e da capacidade brasileira para a recepção de grandes eventos internacionais. Em Tóquio, a Jata recebeu mais de 106 mil visitantes nesta edição, sendo aproximadamente um terço exclusivamente de profissionais. Representantes de Foz do Iguaçu (PR) e do Estado do Amazonas " tradicionais destinos de interesse dos japoneses, bastante atraídos pelo ecoturismo nacional - estiveram entre os co-expositores no estande em que o Brasil participa em conjunto com países do Mercosul.

Fonte: Embratur Del Valle Editoria Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em