Bento Gonçalves, opção charmosa e inspiradora na Serra Gaúcha

Quem quiser aproveitar a temporada mais fria do ano para visitar a Serra Gaúcha e procura um roteiro alternativo (e mais econômico) à dobradinha Gramado/Canela, a sugestão é a charmosa rota do vinho, em Bento Gonçalves

  
  
Caminho das Pedras - Bento Gonçalves

Quem quiser aproveitar a temporada mais fria do ano para visitar a Serra Gaúcha e procura um roteiro alternativo (e mais econômico) à dobradinha Gramado/Canela, a sugestão é a charmosa rota do vinho, em Bento Gonçalves.

A cidade figura entre as dez maiores economias do Rio Grande do Sul, com população de 106 mil habitantes e é considerado o mais importante pólo moveleiro gaúcho. Além disso, a vinicultura e a produção de vinho também são destaques. Ou seja, os turistas têm ali um prato cheio para conhecer e realizar, até mesmo, cursos, de duração de um turno, sobre como saborear os típicos vinhos da região e visitar aconchegantes vinícolas artesanais.

Outro dado interessante sobre Bento Gonçalves é que lá foi a primeira região do Brasil a obter a Indicação de Procedência pelo Vale dos Vinhedos, certificado que qualifica a origem do produto em nível mundial. Não é à toa que a Festa Nacional do Vinho, a Fenavinho, é realizada na cidade e se tornou sinônimo de lazer, diversão e negócios.

Dentre as rotas turísticas que o visitante conhece em Bento Gonçalves, destacam-se:

Maria Fumaça: Diversão para todas as idades que se expressa em um passeio de 23 quilômetros, numa locomotiva do século XIX, surpreendendo o turista em cada estação. Shows folclóricos, degustação de queijos, vinhos e espumantes, tornam o passeio inesquecível.

Vale dos Vinhedos: Primeiro e mais importante destino enoturístico do Brasil, proporciona ao visitante a contemplação da paisagem vitivinícola, bela nas quatro estações. É possível visitar excelentes estruturas vinícolas, apreciar a cultura da imigração italiana e degustar a culinária diferenciada.

Caminhos de Pedra: Um dos mais importantes roteiros de turismo cultura no meio rural, expressando a história da imigração italiana através da interatividade com o visitante. Ali, o turista contempla as atividades práticas desenvolvidas nas diversas propriedades, tais como a moagem da erva-mate (da qual é feita o chimarrão), a elaboração de produtos diferenciados à base de leite de ovelha, o ofício da tecelagem e a elaboração de massas.
Epopéia Italiana – Parque Temático que desvenda ao visitante a história da imigração italiana, permitindo viver o cotidiano dos imigrantes em 1875, ano que marcou a chegada dos primeiros italianos à região.

Onde ficar
A região de Bento Gonçalves conta com uma rede de hoteleira de quase 30 hotéis e pousadas. Dentre os destaques, o novo Viverone Hotel, inaugurado em 2010, situado na zona central da cidade, possui 121 apartamentos em 14 andares, dois subsolos para garagem, restaurante para cem pessoas e estrutura para convenções. O hóspede conta com serviços de ofurô, fitness, massagem, cafeteria e um restaurante especializado na culinária italiana. Para quem busca ainda unir o turismo à sustentabilidade, o Viverone Hotel foi o primeiro hotel climatizado ecologicamente no RS, possuindo aparelhos de ar condicionado que respeitam o acordo do protocolo de Kyoto – empregam o gás R-410, que não agride a camada de ozônio.

Fonte: GJP Hotéis & Resorts

  
  

Publicado por em