Complexo Turístico Ypióca sedia o III Festival de Gastronomia do Museu da Cachaça

O visitante poderá degustar pratos e drinques nos quais a bebida receberá tratamento profissional cuidadoso por parte de culinaristas e barmen.

  
  

Dar um sabor diferenciado a pratos da cozinha cearense, incluindo como ingrediente a mais tradicional bebida brasileira. Com essa proposta, será promovido o III Festival de Gastronomia do Museu da Cachaça.

O evento acontecerá em dois finais de semana deste mês (dias 18, 19, 25 e 26 de abril), no Y-Park, o Complexo Turístico Ypióca, em Maranguape, a 30 quilômetros de Fortaleza.

Empregada com sucesso na preparação de drinques variados no Brasil e em vários países, como Alemanha, a cachaça está também sendo valorizada na culinária.

A exemplo do vinho, ela é usada como ingrediente principal ou em marinadas de carnes e pratos diversos. No evento, restaurantes regionais mostrarão como a bebida pode dar sabor especial a carnes, peixes, feijoada e sobremesas.

O visitante poderá degustar pratos e drinques nos quais a bebida receberá tratamento profissional cuidadoso por parte de culinaristas e barmen. Esses profissionais desenvolverão receitas saborosas para o gosto dos mais exigentes gourmets.

Para completar o clima e valorizar as origens do estado do Ceará, haverá programação com o tradicional forró pé-de-serra, que dividirá espaço com grupo regional de flautas formado por crianças de Maranguape. Os visitantes serão recepcionados por grupos de teatro.

Os restaurantes que já confirmaram presença no Festival são: Mandacaru, Boi Preto, Delícias do Sertão, Hofbrauhaus, Raízes, Paulinho Grill (de Maranguape), além dos restaurantes do Museu da Cachaça e da Cachaçaria Ypióca (Shopping Iguatemi).

Outra atração será o "cantinho do chocolate", em que a culinarista Marry mostrará aos visitantes os segredos da elaboração dos doces que levam a bebida como elemento para realçar o sabor. Os barmen da Cachaçaria Ypióca também criarão drinques especiais com frutas regionais.

E, para um toque especial, a culinarista Marana Figlioulo mostrará, em oficinas de gastronomia, como tornar pratos doces e salgados mais saborosos com o uso da bebida. Paella de tilápia com cachaça, escondidinho de carne de sol e banana com cachaça, brownie e licor de café com cachaça são algumas das delícias que integram o cardápio, cujo preparo será ensinado aos visitantes. A participação nas aulas/oficinas é gratuita.

"Durante este evento, os visitantes terão a oportunidade de degustar deliciosos pratos preparados com o toque especial da uma bebida genuinamente brasileira”, afirma Paulo Telles, diretor de planejamento da Ypióca e responsável pelo Museu da Cachaça.

“Além disso, poderão encantar-se com o Museu da Cachaça, instalado em um casarão datado de 1851 com rico acervo histórico, e praticar diversas atividades em constante contato com a natureza, como passeio de pedalinho, passeio de charrete, trilha ecológica, caiaques, tirolesa, muro de escalada”, conta.

Segundo a organização do evento, a expectativa de público é de receber cerca de cinco mil visitantes nos dois finais de semana.

O III Festival de Gastromia do Museu da Cachaça é patrocinado pelo Grupo Ypióca e tem como parceiros: Prefeitura de Maranguape, SEBRAE-Ce, Secretaria de Turismo do Ceará (Setur) e Abrasel/CE.

História:

O Museu da Cachaça foi inaugurado em agosto de 2000 e integra o Y-Park - Complexo Turístico Ypióca. Está instalado num casarão construído em 1851, no Sítio Ypióca, onde funcionou a primeira indústria do tradicional grupo de bebida cearense. No acervo, o museu tem mapas, documentos, fotos, filmes, máquinas, garrafas, equipamentos agrícolas e tonéis de bálsamo, entre outros, apresentados com recursos audiovisuais e cênicos de última geração.

Entre os destaques, está o maior tonel de madeira do mundo, com capacidade para 374 mil litros de aguardente (registrado no Guinness World Records). Outra atração é um pequeno engenho no qual se pode ver o caldo da cana-de-açúcar sendo usado na produção de rapadura, puxa-puxa, alfenim e pequeno alambique artesanal produzindo cachaça. Aos sábados e domingos, funciona o restaurante com comidas típicas.

Mas além destas curiosidades, o visitante encontrará uma série de opções ao ar livre, fazendo do local opção de cultura e lazer única no Ceará. O espaço também conta com atrações como a Bodega do Zé Leite, em homenagem ao idealizador do Museu, a minifazenda com animais e seus filhotes, passeios de charrete, jardineira, bicicletas, e pedalinhos no lago, tendo sempre à vista o verde proporcionado pela paisagem serrana.

No quesito lazer ao ar livre o visitante também poderá desfrutar das atrações do Campo de Aventura (passeio de caiaque, arvorismo, muro de escalada, trilhas ecológicas e tirolesa, a maior do Nordeste).

Na loja, com projeto lembrando os armazéns antigos do século XIX, podem ser adquiridos vários produtos, a exemplo da Ypióca 160 (cachaça com malte), o barril de madeira em miniatura e o chocolate com cachaça.

Fonte: Del Valle Editoria / Ketchum Estratégia

www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em