Conheça às Rotas dos Vinhos na América, Europa e África

A expressão muito conhecida e que exprime “a verdade está no vinho”, abre inúmeras possibilidades quando o assunto é turismo. Apaixonados pela bebida não procuram apenas as melhores safras, mas são atraídos pela história, sabores e paisagens

  
  
A expressão muito conhecida e que exprime “a verdade está no vinho”, abre inúmeras possibilidades quando o assunto é turismo

In vino veritas. A expressão muito conhecida e que exprime “a verdade está no vinho”, abre inúmeras possibilidades quando o assunto é turismo. Apaixonados pela bebida não procuram apenas as melhores safras, mas são atraídos pela história, sabores e paisagens. Agora conheça os melhores roteiros para quem busca muito além das vinícolas.

Em Santiago, Santa Cruz e Curicó, as zonas são conhecidas pela produção de famosos vinhos chilenos. Com vinhedos mais tradicionais em Pirque, a região concentra as bebidas mais nobres. Já Santa Cruz é uma famosa zona de abastecimento, onde se encontram diversas vinícolas e também o famoso Museu Colchagua – um dos mais completos da América do sul. Os roteiros incluem degustações, almoços típicos e passeios pelas regiões históricas, tais como as antigas igrejas de Curicó, que datam de 1734, o Lago Vichuquén e o cerro Condell.

Bordeaux, na França, dispensa apresentações. A rota dos vinhos mais famosos da Europa e um dos mais cobiçados do mundo está de braços abertos para quem deseja viver ao máximo a enologia, cultura, gastronomia e agitada vida cultural. Aliás, é exatamente essa mistura que faz com que diversos turistas viagem para o destino anualmente. Edificada na curva do rio Garonne, Bordeaux foi uma rica região portuária com atividade focada em ouro até o seculo XVIII. Prepare-se para noites regadas à história e pessoas interessantes nas ruas do centro, com suas esplanadas e terraços. Em seus três castelos de vinho: o Château Margaux, o Château Mouton-Rothschild e o Château Palmer (de estilo neorrenascentista) é possível sentir porque esta é considerada a Capital Mundial dos Vinhos. Em, Médoc, famosa pela produção de grandes marcas como Pauillac, Margaux, Listrac, Moulis,Saint-Julien e Saint-Estèphe, é possível acompanhar a produção de perto e deliciar-se. Completam o percurso, as famosas dunas de Archachon e a cidade medieval de Saint-Emilion, patrimônio da Unesco. A colina é rodeada por vinhedos e a sensação de estar em plena Idade Média faz dos almoços típicos momentos para se guardar.

Apaixonados pela bebida não procuram apenas as melhores safras, mas são atraídos pela história, sabores e paisagens

Falando sobre os vinhos africanos, observou-se um crescimento significativo no conceito do brasileiro nos últimos anos, quando a região também se tornou um dos destinos mais procurados para turismo de luxo exótico. Hermanus, por exemplo, é um misto do frenesi causado pela observação de baleias, com os inebriantes sabores das vinícolas de Hamilton Russel e Bouchard Finalyson.

No caminho para Cape Town, a natureza estonteante de Kleinmond e da Betties Bay preparam para a mudança de panorama até famosas regiões de Franschhoek e Stellenbosch, um dos vales que formam a Região Vinícola do Cabo. As construções em estilo holandês guardam um interessante retrato histórico da, além de produzir anualmente dez milhões de hectolitros de vinho.

Fonte: Raidho Tour Operator

  
  

Publicado por em