Gastronomia típica e internacional em Assunção

Os turistas que chegam a Assunção e buscam por gastronomia podem encontrar as cozinhas mais variadas, como a japonesa, indiana, italiana, francesa e outras, além dos pratos típicos do país

  
  

Há alguns anos, a capital do Paraguai, Assunção, incrementou a quantidade de espaços nos quais é possível encontrar excelente gastronomia - regional ou internacional. A apresentação e diversidade de opções satisfazem os paladares mais exigentes!

Os turistas que chegam a Assunção e buscam por gastronomia podem encontrar as cozinhas mais variadas, como a japonesa, indiana, italiana, francesa e outras, além dos pratos típicos do país.

A cozinha gourmet tem cada vez mais espaço, além de adeptos. Segundo dados da Associação de Restaurante do Paraguai (ARPY), em 2013, 1080 locais gastronómicos estavam na cidade. Em 2014, o número saltou para, aproximadamente, 2014, o que representou um crescimento de 39%.

Conheça, abaixo, alguns dos principais locais para se apreciar boa gastronomia em Assunção:

Lido Bar (Villa Morra):

Este é um dos restaurantes mais renomados do Paraguai. É um ícone gastronómico da cidade de Assunção e que os turistas devem visitar. É frequente comentar na cidade: "Quem vai à Paris e não vê a Torre Eiffel, não conhece Paris. Quem está em Assunção e não conhece o Lido, não conhece Assunção".

Localizado entre as esquinas das ruas Palma e Chille, Lido Bar nasceu em 26 de julho de 1953. Central e muito concorrido, o Bar Lido, do proprietário, Edgardo Perez, originalmente servia apenas café e, hoje, incorporou uma variedade de pratos, como o famoso pira caldo (caldo de surubí), que, na época do governo Alfredo Stroessner, o Secretário Geral da Onu Dag Hammarskjold, em visita ao Paraguai em 1959, não resistiu a esse ícone da gastronomia nacional. Outros pratos famosos é a milanesa de surubí, vorí vorí de pollo e pastelitos (empanadas).

Desde maio, Lido Bar está em novo local, na Manzana G, Mariscal Lopez e Cruz del Chaco, no charmoso bairro de Villa Morra, também em Assunção. Este novo espaço tem capacidade para 150 pessoas, e permite pedidos em domicílio, além do Auto Lido, um serviço no qual podem fazer os pedidos dos próprios carros. O novo Lido Bar Villa Morra tem 600 m2 e inclui bar, terraço e um segundo andar.

Na cozinha, Lido Bar continua com as mesmas receitas e ingredientes em seus pratos: e é esse respeito ao sabor da comida a marca registrada do local.

El Viejo Marino

Este restaurante representa um clássico em Punta del Este há mais de 30 anos, e abriu suas portas em Assunção em março de 2013. Localizado na Coronel Du Graty y Cruz del Chaco, em Villa Morra, brinda ao público uma seleta carta de pratos da cozinha espanhola e mediterrânea, além de receitas próprias a base de mariscos e pescados.

A família Marrero, proprietária do empreendimento, escolheu se estabelecer em Assunção por causa da grande quantidade de clientes paraguaios que lhe pediram por uma filial no local, além da significativa importância que a cidade tema presentado no setor gastronómico do país.

O restaurante tem capacidade para 90 pessoas no salão principal e VIP e de um pátio para refeições ao ar livre. Os mariscos e pescados de seus pratos são importados do Uruguai, Chile e Equador.

Um dos pratos mais recomendados é a paella. Txipirones a la plancha, é a entrada mais famosa entre os assíduos do lugar. A parrilla de pescados com corvinas e brótolas é outra proposta com a qual o restaurante ganhou o reconhecimento dos clientes paraguaios e turistas que são amantes da cozinha mediterrânea.

Não podemos deixar de mencionar a seleção de bebidas que inclui, entre outros, vinhos Escorihuela Gascón Rosé, Santa Helena Cabernet Sauvignon e Gauchesco Torrontés.

De Bombaim a Assunção: Little Índia

Desde outubro de 2014, o Little Índia, um restaurante especializado em gastronomia e cultura hindu, situado na Avenida Venezuela, e cujo proprietário é o francês Fredric Hachel que decidiu se aventurar na gastronomia quando descobriu que Assunção não tinha um restaurante deste tipo.

O chef, Mangal Chauhan Singh, de origem indiana e trabalhava no Chile. Tem 80 lugares disponíveis, que à noite são totalmente ocupados. As opções de pratos são vegetarianos e não-vegetarianos, com frango, cordeiro, peixe, camarão, todos os tipos de carne, menos a bovina, já que as vacas são sagradas na Índia.

Entre os pratos principais podemos citar: batatas marinadas em molho de iogurte e grelhados no tandoor (forno de forma cilíndrica que cozinha o alimento usando carvão), bolinhos fritos de batatas, misturados com especiarias indianas, pedaços de queijo revestido em biscoitos de farinha de grão de bico e crocantes de milho. Os ingredientes fundamentais da cozinha indiana são arroz, farinha de trigo integral - com a qual se faz o pão, e pelo menos cinco dezenas de variedades de legumes, soja verde e curry. Em bebidas, o destaque é para vinhos.

Tierra Colorada

Os críticos de cozinha e blogs especializados em gastronomia destacam o restaurante "Tierra Colorada" como um dos melhores ou o melhor de Assunção. Seus pratos representam a cozinha paraguaia moderna.

O proprietário é o famoso chef Rodolfo Angenscheidt, que esteve na televisão local, com programas de cozinha aos quais adicionava seus toques de humor. Abandonou as câmeras para abrir "Tierra Colorada" em fevereiro de 2010.

Angenscheidt uniu, magistralmente, as culinárias francesas e o melhor da gastronomia nacional para criar o que os experts chamam de "alta gastronomia".

Os pratos do Tierra Colorada só podem ser degustados no próprio restaurante. O vorí vorí (prato tradicional) com textura de chipá guazú implica em um conhecimento quase ancestral das raízes paraguaias, melhorando algo que, para algumas pessoas, já é ótimo.

Outros pratos: risoto de abóbora com recheio de Catupiry, gratinado com queijo cozido de frango e ervas; ravióli de carne Surubí, cubos de tomates frescos, manjericão, azeite extra virgem e um velouté de limão (molho europeu).

Em fevereiro, "Tierra Colorada" completou cinco anos realizando algumas inovações no local: a cozinha, agora, pode ser vista pelo público por grandes janelas de vidro. O restaurante tem capacidade para 56 pessoas. O menu também teve mudanças, nas cartas de vinhos (classificados por países e com colaboração do sommelier francês Lionel Marguet), comidas e sobremesas.

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Juliana Tavares

  
  

Publicado por em