Pólo gastronômico de Porto Alegre passa por reestruturação

Objetivo é transformar Porto Alegre em destino turístico gastronômico do Brasil

  
  

O projeto Polo Gastronômico da Região Metropolitana de Porto Alegre, ação impulsionada pelo Sebrae/RS, tem contribuído significativamente com o desenvolvimento das empresas participantes em gestão, produtos e serviços. Por meio de consultorias, cursos e reuniões de trabalho do projeto, os empreendedores recebem indicações de como qualificar e aprimorar suas ações. Um bom exemplo é o caso da empresa Tortaria Café Brasserie que, em 2008, adotou novas estratégias, e hoje já pode visualizar os resultados positivos dessa mudança.

A empresa, comandada por Regina Célia Dossin, passou por uma reformulação completa, teve ampliada sua área de atendimento e hoje possui capacidade para 130 pessoas, além de adotar uma nova proposta conceitual: a sustentabilidade na sua operação. A questão voltada à preservação do meio ambiente orientou o novo layout arquitetônico, a iluminação dos ambientes, a criação dos móveis, feitos com madeira de demolição, e a utilização de tintas à base d’água. Regina destaca a utilização de luminárias com LED, que consomem até 80% menos energia elétrica, possuem maior durabilidade e atingem a mesma capacidade de iluminação de lâmpadas incandescentes.

Outra ação implantada foi a coleta de óleo de cozinha, que está sendo realizada por uma empresa especializada em troca de detergente biodegradável. “Temos uma parceria com a empresa Ecológica, na qual eles fornecem as bombonas para colocar o material que deverá ser recolhido e entregam para uma empresa de reciclagem. A nossa troca de óleo da fritadeira é semanal; são recolhidos em torno de 50 litros de óleo por vez“, salienta.

Regina lembra que a participação da empresa no Polo Gastronômico da Região Metropolitana de Porto Alegre possibilitou uma troca de experiências e de conhecimento de muita qualidade entre o grupo. “Este ano, continuaremos com a implantação de ações voltadas à sustentabilidade. Iremos destinar o nosso lixo para separação e compostagem dos resíduos orgânicos em um local especializado, na Grande Porto Alegre. Também iremos implantar a coleta de água da chuva e destinar um espaço da empresa para a economia solidária, onde os grupos de artesanato Mão Gaúcha e Canoas irão expor seus produtos”, complementa.

A proprietária da Tortaria Café Brasserie salienta que a empresa nasceu como uma pequena casa de tortas, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha, em 1995. Mas foi a partir de 1998, em Porto Alegre, que o empreendimento iniciou sua consolidação. Hoje, a área de atendimento da Tortaria foi aumentada de 70m² para 136m², e é composta por dois salões, um lounge, uma varanda e um bar.

Para o técnico do Sebrae/RS e gestor do Polo Gastronômico de Porto Alegre, Roger Klafke, a Tortaria é um exemplo de inovação no setor. “A empresária aderiu ao projeto, participou das reuniões e fez consultorias. Acredito que esse acompanhamento deu mais segurança para o processo de mudança que a empresa enfrentou. Em 2008, o restaurante, localizado em um ponto reconhecido da Rua Padre Chagas, no bairro Moinhos de Vento, passou por uma reforma e foi remodelado com conceitos de responsabilidade social e de sustentabilidade. Esse tipo de iniciativa é importante pois serve como referência e estímulo para outros empreendedores. É um exemplo de pioneirismo e tem o reconhecimento do mercado”, afirma.

De acordo com o gestor, a integração entre empresários, instituições e entidades participantes, e os resultados conquistados em 2008 foram muito importantes para o desenvolvimento do projeto. “O polo busca transformar Porto Alegre em destino gastronômico do Brasil. Estimulados a atingir esse objetivo, no final do ano passado, cerca de 70%, dos 50 empresários atendidos pelo projeto, implantaram o programa de indicadores de desempenho; e 50% participam do Programa de Alimento Seguro (PAS)”, explica.

O Programa Alimento Seguro, desenvolvido pelo Sebrae Nacional, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), tem como objetivo reduzir os riscos dos alimentos à população. Atua no desenvolvimento de tecnologia, metodologia, conteúdos, formação e capacitação de técnicos para disseminar, implantar e certificar ferramentas de controle em segurança de alimentos.

Conforme Klafke, para este ano estão previstas consultorias que irão auxiliar os empreendedores na expansão de seus negócios e no investimento de franquias que possam reproduzir o modelo adotado pelo empreendimento, e também capacitações voltadas para a qualificação da mão-de-obra. “Em 2009, também pretendemos realizar uma série de ações de responsabilidade social ainda a serem definidas pelo grupo”, destaca.

O projeto Polo Gastronômico de Porto Alegre, criado em janeiro de 2008, composto por 50 empresas, é desenvolvido pelo Sebrae/RS, em parceria com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Porto Alegre (Sindpoa), a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/RS), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Rio Grande do Sul (Senai/RS), a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a Secretaria Municipal de Turismo de Porto Alegre e o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP).

O projeto tem como objetivo aumentar o faturamento e garantir a segurança alimentar na produção de alimentos por meio da profissionalização da gestão e da qualificação da mão-de-obra.

Fonte: Agência SEBRAE de Notícias

  
  

Publicado por em