Recôncavo Baiano: tradição, ostras e quilombo

Comunidades quilombolas na Bahia promovem festa para valorizar cultura afro, ao mesmo tempo em que divulgam a deliciosa gastronomia feita à base de ostras cultivadas na região

  
  

A região da Bacia e Vale do Iguape, localizada no município baiano de Cachoeira, é um dos importantes pólos produtores de ostras no estado. Além disso, a região cultiva uma outra riqueza: a valorização das origens e da cultura dos povos quilombola que vivem no local. Na região vivem 14 comunidades quilombola, e em uma delas será realizada, em 23 e 24 de abril, a terceira Festa das Ostras da Comunidade Quilombola da Bacia e Vale do Iguape.

Na programação da festa, que irá acontecer no Quilombo do Kaonge, estão previstas rodas de prosa, oficinas de culinária, seminários sobre desenvolvimento sustentável, segurança alimentar e turismo étnico. Além disso, os visitantes poderão se deliciar com diversas receitas diferentes do molusco: são pelo menos dez tipos de moquecas de ostras e mais de 300 dúzias serão ofertadas na festa.

Os visitantes poderão conhecer de perto a técnica de pesca artesanal “camboa de pau”. E ainda rodas de capoeira, shows de reggae, dança afro, samba-de-roda e apresentações de Nego Fugido – tradicional encenação na qual a história dos negros da região do Recôncavo Baiano é relembrada pelos participantes, que pintam os rostos com pasta de carvão e a boca bem vermelha de tinta.

A Festa das Ostras é uma oportunidade para vivenciar experiências autênticas dos quilombos, além observar e aprender sobre suas expressões culturais, estilos de vida e costumes.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em