A hotelaria é um dos setores que mais empregam no Brasil

Na abertura do 48º Conotel - Congresso Nacional de Hotéis, na noite da terça-feira (29/8), o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Márcio Favilla, representando o ministro Walfrido dos Mares Guia, disse que há duas semanas o convênio entre o mini

  
  

Na abertura do 48º Conotel - Congresso Nacional de Hotéis, na noite da terça-feira (29/8), o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Márcio Favilla, representando o ministro Walfrido dos Mares Guia, disse que há duas semanas o convênio entre o ministério e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) foi reforçado e a previsão é a capacitação de 3 mil gestores do setor. "O Ministério do Turismo vê com enorme importância a união de todas as entidades envolvidas no setor estarem reunidas neste Conotel".

Segundo Favilla, 86,3% dos estrangeiros que visitaram o País no ano passado disseram que o Brasil superou ou atendeu plenamente as suas expectativas. Dos 43.203 turistas estrangeiros entrevistados em 12 portões de saída do Brasil, 97% revelaram que querem voltar ao País e 67% já estiveram no Brasil mais de um vez. "O índice de fidelização é altíssimo e esse resultado é fruto do trabalho que todos os envolvidos no setor estão fazendo".

Além disso, de acordo com o secretário, a hotelaria é um dos setores que mais empregam no País. Para cada 100 empregos formais e diretos, gera mais 26 empregos formais indiretos em outros setores da economia brasileira. "O nosso setor gerou 263 mil empregos diretos formais nos últimos três anos. Uma pesquisa da Universidade de Brasília indicou que para cada emprego formal no turismo, nós temos duas ocupações informais, ou seja, nós temos 780 mil empregos e ocupações geradas nestes três anos".

O secretário disse acreditar que até o fim deste ano sejam criados mais 310 mil empregos formais e informais, terminando o ano com cerca de 1,1 milhão de ocupações. "Para o ano que vem, nós temos todas as condições de superar a meta de 1,2 milhão de empregos criados, que é a meta síntese das cinco que temos no Plano Nacional de Turismo".

Favilla lembrou que na semana passada foi assinada uma portaria interministerial entre a Embratur e a Secretaria da Receita Federal que detalhou os procedimentos para a isenção do imposto de renda sobre as remessas para pagamento de ações vinculadas à promoção do turismo brasileiro no exterior. "Essa portaria irá gerar uma economia de quase 20% para a iniciativa privada que investe no setor".


Convênios

Ainda na abertura do 48º Conotel, foram assinados dois convênios de cooperação técnica. O primeiro, intitulado Eficiência Energética, entre a Caixa Econômica Federal e a Abih Nacional, visando à oferta de crédito e demais serviços bancários para as empresas afiliadas à entidade, para financiamento de máquinas e equipamentos e projetos, objetivando a eficiência energética.

O outro entre a Abih Nacional e o Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Anced), com o objetivo de prevenir e combater a exploração sexual da criança e do adolescente, implantando códigos de conduta para a hotelaria brasileira, em consonância com os programas da Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância, do Ministério do Turismo.

Fonte: Sebrae

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em