ABIH Nacional apresenta o primeiro Censo Qualitativo da Hotelaria Brasileira

Já está concluído o Censo Qualitativo Brasileiro dos Pequenos, Médios e Grandes Hotéis da Hotelaria Nacional, realizado pela ABIH Nacional, com recursos do Projeto Competitividade dos Pequenos e Médios Hotéis, desenvolvido em parceria com o Sebrae Naciona

  
  

Já está concluído o Censo Qualitativo Brasileiro dos Pequenos, Médios e Grandes Hotéis da Hotelaria Nacional, realizado pela ABIH Nacional, com recursos do Projeto Competitividade dos Pequenos e Médios Hotéis, desenvolvido em parceria com o Sebrae Nacional.

A Editora Abril foi contratada pela ABIH Nacional, que disponibilizou recursos repassados pelo Sebrae Nacional , para a organização e tabulação de todos os dados que há mais de 40 anos o Guia 4 Rodas colhe no mercado de hospedagem com avaliações presenciais envolvendo um total de 7003 hotéis pesquisados, com 188 itens.

A ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, inicia o ano de 2006 apresentando uma verdadeira radiografia do setor, à partir do projeto desenvolvido em parceria com o Sebrae Nacional e o Guia Quatro Rodas. Trata-se do Primeiro Censo Qualitativo dos Pequenos, Médios e Grandes Hotéis da Hotelaria Nacional, que traz inúmeras respostas, analisando 7003 hotéis e pousadas do cenário nacional, num total de 343.536 unidades habitacionais. Ao todo foram avaliadas e checadas informações de 188 itens possíveis nos hotéis visitados.

Os itens listados no censo seguem o seguinte critério: caso o estabelecimento disponha de determinado item na proporção de 50% mais 1, do total de suas unidades habitacionais, passa a ser considerado como um estabelecimento que oferece esse item. No caso de Lavanderia, um dos itens mais oferecidos por estabelecimentos hoteleiros, esta pode ser terceirizada ou não.

Maior parte dos estabelecimentos estão na Região Sudeste

De acordo com conclusões do Censo, a metade dos estabelecimentos de hospedagem concentra-se na Região Sudeste e um quarto na Região Nordeste.

Os cinco estados com maior densidade de hotéis (SP, MG, BA, RJ e SC) representam 62% da oferta nacional.

São Paulo, Rio de Janeiro e Búzios são os municípios que apresentam maior disponibilidade de estabelecimentos hoteleiros.

Os 30 municípios com maior disponibilidade representam cerca de 30% do total de hotéis no Brasil.

70% dos hotéis são de categoria simples e viajar bem e barato (VBB).

Apesar de responder por apenas 0,2% dos hotéis, os de categoria luxo oferecem 1% do total das unidades habitacionais disponíveis no Brasil.

Área de Lazer atende expectativa

A diversificação de itens agrupados sob “Área de Lazer” chama a atenção pela quantidade de itens oferecidos nas mais diversas categorias e porte de hotéis (38 itens). Tal amplitude oferecida demonstra que o setor hoteleiro procura disponibilizar aspectos de lazer que atendam as mais diferentes expectativas e preferências.

Os itens com maior presença são Piscina (59,1%), Sala de Ginástica (17,6%), Massagem (9,5%) e Tênis (7,3%).

Nos hotéis de menor porte, esses são também os itens de maior presença, em termos de lazer. Entretanto, a ocorrência dos mesmos é menor, se comparada ao geral.

Também destaca-se a variedade de equipamentos presentes nos aposentos (38 itens), não somente pela sua extensão, mas também pela alta presença de alguns itens, como TV (88,3%), Toalhas Brancas (55,4%), Colchão de Espuma (50,7%), Bancada (50,4%) e Travesseiros de Espuma (48,8%).

Maior parte dos etabelecimentos tem Circulação Horizontal

Existe uma boa diversidade de diferentes configurações de Salas de Convenção (21 itens diferentes), sendo os maiores destaques Flip-chart (22,5%), Equipamento de Som próprio (14,6%) e Quadro Branco (13,9%).

“Serviços” registra uma baixa presença nos itens oferecidos, sendo inexpressiva nos pequenos estabelecimentos. Entretanto, destaca-se um bom índice (60,3%) de proprietários presentes no local nos menores hotéis.

Em “Área Social”, destaque para a presença de Churrasqueira em um a cada cinco hotéis pesquisados. Esse índice cresce para 22,3% quando observamos apenas os estabelecimentos menores.

A maioria dos estabelecimentos tem Circulação Horizontal (54,4%), com alta concentração (97,2%) de funcionamento em Prédio Próprio.

Quanto à “Estrutura”, destaca-se Antena Parabólica, presente em 23,7% dos estabelecimentos visitados. Chama atenção o índice de “Aceitação de Animais” nos estabelecimentos (7,4%), em razão do forte crescimento do mercado “pet”. Nos hotéis pequenos, esse índice é pouco maior (8,6%).

Maior oferta de pequenos estabelecimentos concentra-se nas cidades turísticas

A maior disponibilidade de pequenos estabelecimentos (até 50 apartamentos) concentra-se em cidades turísticas.

Mais de 80% dos hotéis pequenos são de categoria simples e VBB.

Dentre os 188 itens descritos no estudo, os que têm maior presença entre os hotéis do Brasil são: TV (88%), Lavanderia (63%), Piso frio nos aposentos (60%), Piscina (59%), Toalhas Brancas (55%), Colchão de Espuma (51%), Bancada (50%),Travesseiro de Espuma (49%), Lençóis Brancos (48%), Chuveiro com aquecimento central (45%), Funcionários uniformizados (44%), Lençóis de Algodão (43%), Chuveiro elétrico (41%), Ducha higiênica (37%), Box blindex (34%), Edredon (31%), Assinatura de TV (34%) e Sala de Convenções (30%).

Os que apresentam menor disponibilidade são:

Andar executivo (0,3%), Campo de Golfe (0,3%), Equipamento de Mergulho (0,3%), Guia de Ecoturismo (0,3%), Minifazenda (0,3%), Museu (0,3%), Parque Aquático (0,3%), Programa Antiestress (0,3%), Teatro (0,3%), Restaurante 24hs (0,3%), Anfiteatro (0,2%), Berçário (0,2%), Boliche (0,2%), Equitação e Instrutor de Equitação (0,2%),Instrutor de Surfe (0,2%), Instrutor de Windsurf (0,2%), Funcionário que fala Japonês (0,17%), Mordomo (0,14%), Pay Per View (0,13%), Check-in aéreo (0,1%), Vídeo Game (0,1%), Fax no apartamento (0,09%), Antiquário (0,03%) e Agência Bancária (0,01%).

Praticamente metade dos estabelecimentos de hospedagem concentram-se na Região Sudeste e um quarto na Região Nordeste.

Os cinco estados com maior densidade de hotéis (SP, MG, BA, RJ e SC) representam 62% da oferta nacional.

São Paulo, Rio de Janeiro e Búzios são os municípios que apresentam maior disponibilidade de estabelecimentos hoteleiros.

Maior fluência no segundo idioma é para o inglês

Entre os estabelecimentos que oferecem, em todos os turnos, funcionários de recepção que falam outro idioma, é maior a proporção de fluentes em Inglês (19%) do que Espanhol (12%).

No Brasil, ainda é baixa a proporção de estabelecimentos que dispõem de funcionários treinados (18%). Entretanto, em locais onde o turismo de negócio tem forte participação, esse perfil é bem diferente, como por exemplo, São Paulo, capital, onde mais de 80% dos hotéis têm funcionários treinados.

A maior disponibilidade de pequenos estabelecimentos (até 50 apartamentos) concentra-se em cidades turísticas.
Mais de 80% dos hotéis pequenos são de categoria simples e VBB.

Fonte: Amazonas Press Assessoria & Comunicação

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em

Maria Inês Verzini

Maria Inês Verzini

30/01/2009 17:15:03
Olá, Boa Tarde! Vou viajar para Arraial d'Ajuda (Porto Seguro-BA) e gostaria de solicitar a gentileza de me indicarem nome de boas pousadas e/ou hotéis próximos ao
centro do Arraial. Antecipo meus agradecimentos pela brevidade na resposta.