Campos do Jordão terá a 1ª escola para formação em hotelaria do MTur

A avenida Januário Miraglia, que hoje abriga a antiga rodoviária de Campos do Jordão (SP), espaço desativado e depredado, vai se transformar numa escola destinada a formar profissionais aptos a atuar nos ramos da hotelaria e ga

  
  

A avenida Januário Miraglia, que hoje abriga a antiga rodoviária de Campos do Jordão (SP), espaço desativado e depredado, vai se transformar numa escola destinada a formar profissionais aptos a atuar nos ramos da hotelaria e gastronomia. Jovens de famílias de baixa renda terão a possibilidade de estudar gratuitamente, aprendendo desde as habilidades de uma camareira até as de um chefe de cozinha, entre outras funções.

O aprendizado será teórico e prático, já que serão abertos ao público estabelecimentos como café, restaurante e bares. Na segunda-feira (9/6), em visita à cidade, a ministra do Turismo, Marta Suplicy, definiu o investimento na escola: serão, aproximadamente, R$ 800 mil do Orçamento do Ministério do Turismo e contrapartida da Prefeitura de Campos do Jordão da ordem de 20%. A ministra trabalha, também, para ter o Senac como parceiro na iniciativa.

O prefeito de Campos do Jordão, João Paulo Ismael, colocou o espaço à disposição do Ministério do Turismo tendo em vista que já trabalhava com a possibilidade de o Governo Federal investir numa ação como a que se desenvolveu na região italiana de Emília Romana - situada no norte da Itália, e que integra cidades vizinhas para promoção de atividades de desenvolvimento econômico.

“Nossa parceria com a Prefeitura de Campos do Jordão permitirá, além da implantação de um projeto inspirado na experiência de Emília Romana, tocar a reforma de um grande galpão, transformando-o numa escola de gastronomia, em espaço para formação de garçons, recepcionistas e outros profissionais. Queremos qualificar os jovens da cidade e toda a região, com uma formação de referência, e que lhes abra as portas do mercado de trabalho.

Há demanda por bons profissionais e o turismo é uma atividade que vem crescendo e fortalecendo a economia do país. Estamos trabalhando numa região que já conta com muitas pousadas e hotéis, potenciais empregadores”, explica a ministra.

Segundo conversaram o prefeito de Campos do Jordão e a ministra do Turismo, a previsão é de inaugurar o novo espaço em 2008, atendendo de 500 a 600 pessoas no primeiro ano. O Ministério do Turismo já investiu na cidade R$ 1,5 milhão, entre 2005 e 2006, em projetos de sinalização, orientação e informações turísticas.

Grande Hotel :

Antes de definir com o prefeito João Paulo Ismael o investimento na nova escola, a ministra do Turismo visitou as instalações do Grande Hotel Campos do Jordão – hotel-escola que está entre as principais referências no treinamento hoteleiro na América Latina, com cursos oferecidos pelo Senac. O Grande Hotel treina alunos dos Centros Universitários do Senac nas áreas de turismo, hotelaria e gastronomia. Conta com 400 alunos.

Marta Suplicy quer trazer para a nova escola que vai inaugurar em parceria com a Prefeitura de Campos do Jordão a mesma qualidade oferecida nos cursos do Senac. Ela já tem conversado com a direção do Senac, para firmar parceria com o Ministério.

Fonte: MTur

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

JUSSARA ELIZABETH DE SOUZA

JUSSARA ELIZABETH DE SOUZA

03/02/2009 21:17:08
É isso mesmo, vamos investir no túrismo e em nossos municipes que além de serem cidadãos consumidores do turismo são tambem fonte para os negócios dos micros e grandes empresários pois oferecem mão de obra. Vamos fazer do Brasil a melhor e maior porta túristica do mundo valorizando tambem nossa região e nosso cidadãos patriotas aumentando vagas de empregos e o nosso pib.