Classificação hoteleira terá projeto-piloto

Iniciativa pretende avaliar o novo sistema. As sete matrizes serão testadas

  
  

O Ministério do Turismo (MTur) realizará, a partir de agosto, um projeto piloto para avaliar o novo sistema de classificação hoteleira. Serão testadas as sete matrizes, construídas em oficinas realizadas em todas as regiões brasileiras com a participação de representantes do turismo.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (08), em Pirenópolis (GO), pelo diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do MTur, Ricardo Moesch. Ele detalhou o sistema para o público do II Encontro Nacional das Cidades Históricas e Turísticas, que reúne representantes de 21 cidades detentoras de patrimônio histórico e cultural.

"O sistema brasileiro não é estático. Foi construído em sistema participativo e poderá sofrer alterações de acordo com as demandas do mercado", disse o diretor. O Ministério trabalha com sete matrizes, mas, segundo ele, esse número pode aumentar ou diminuir. Moesch reafirmou que a classificação é voluntária; os empreendedores aderem se quiser. No entanto, alertou, a simbologia caracterizada por estrelas (uma a cinco) só poderá ser utilizadas pelos meios de hospedagem que passarem pelo processo de classificação.

Os locais de realização do projeto piloto ainda não foram definidos. O MTur trabalha com matrizes de hotel-fazenda, hotel urbano, resort, flat, cama e café, pousada e hotel histórico.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em