Competitividade no setor hoteleiro

Encontro entre MTur e hotelaria discute principais temas para fortalecer a atividade

  
  
Valdir Simão: A ideia é debater, em conjunto, demandas e objetivos do atual momento de expansão do setor

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simão, recebeu nesta quinta-feira (9) representantes do setor hoteleiro para discutir medidas de estímulo à atividade.

Um dos principais temas da pauta foi o alinhamento entre o MTur, bancos públicos e entidades da hotelaria. “A ideia é que possamos debater, em conjunto, demandas e objetivos do atual momento de expansão do setor. O setor é um investimento em longo prazo e o cenário é positivo para que busquemos linhas de financiamento diferenciadas”, afirmou Simão.

Nos cinco primeiros meses de 2012, os bancos públicos concederam R$ 3,89 bilhões em crédito, um valor recorde, para a cadeia produtiva do turismo.

Participaram do encontro o assessor especial do MTur, Mauro Formiga, e o diretor do Departamento de Financiamento e Promoção de Investimentos no Turismo, Hermano Carvalho. Pela hotelaria, estiveram presentes Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Roberto Rotter, presidente do Fórum de Operadores e Hoteleiros Brasileiros (FOHB), Dilson Jatahy, presidente do grupo Resorts Brasil, Enrico Fermi, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), entre outros.

O Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços foi outro ponto em debate. “A intenção é que seja feita uma padronização do regime de tributação sobre a receita bruta dos empreendimentos. Atualmente, as cadeias hoteleiras que possuem hotéis em diferentes unidades da federação têm problemas. Isso gera complexidade, até mesmo de fiscalização”, afirmou Alexandre Sampaio.

A alíquota de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) também foi discutida. “É possível reduzir o total investido nas reformas e na construção de novos empreendimentos. Isso abriria o leque para outros investimentos, elevando o padrão de qualidade da hotelaria. É o chamado retrofit, a modernização de um empreendimento hoteleiro e de suas instalações e equipamentos”, explicou Roberto Rotter. Benefícios para o transporte interestadual de produtos também foram tratados na reunião.

De acordo com Valdir Simão, a participação do setor hoteleiro nos debates sobre as futuras ações do MTur é importante para a preparação da cadeia produtiva do turismo às vésperas dos megaeventos esportivos que o país sediará nos próximos anos. “O momento é de otimismo, o turismo tem ganhado representatividade na economia nacional e está se preparando com organização e eficiência para a demanda dos próximos anos”, disse.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em