Conheça os 20 melhores Eco Resorts do Mundo

Uns bons dias de férias já não são apenas sinônimos de descanso, sol e mar. Antes de fazer as malas, a escolha certa passa também pelos melhores hotéis ecologicamente corretos

  
  

Uns dias bem passados já não são apenas sinônimos de descanso, sol e mar. Antes de fazer as malas, a escolha certa passa também pelo hotel mais ecologicamente correto. Por essa razão selecionamos alguns dos melhores resorts onde a pegada ambiental do turista se resume a uma marca de chinelo na areia da praia. Conheça os 20 melhores Eco Resorts do Mundo!

1- Hotel Chumbe Island Coral Park – Zanzibar, Tanzânia

Hotel Chumbe Island Coral Park

Considerado pelas publicações especializadas de como um dos eco-lodge mais românticos do mundo, o projeto de Chumbe Island. Ele engloba o primeiro parque marinho de gestão privada na região, o que não é um fato qualquer, se tivermos em conta que é banhado por um mar com mais de duzentas espécies de coral e quatrocentas espécies de peixes. Com apenas sete bungalows, o Chumbe acumula prémios internacionais pelo seu desempenho ambiental e arquitectura pioneira, desenvolvida para aproveitar os recursos naturais disponíveis, como o vento, de forma a dispensar, por exemplo o ar condicionado.

2- Hotel Banyan Tree Seychelles – Mahé, Seychelles

Inaugurado em 2002, o Banyan Tree que se tornou conhecido em todo o mundo como marca de spas de excelência trouxe para o arquipélago das Seychelles um grau de sofisticação até então desconhecido. Sobranceiro à baía de Intendance, na costa ocidental da ilha principal, o resort tem 47 villas, todas com piscina privativa e apontamentos locais, produzidos internamente, de forma a incentivar a sustentabilidade do projeto. O plano local de protecção de tartarugas é apenas uma das iniciativas de preservação ambiental em que o hotel participa.

3- Cousine Island – Cousine, Seychelles

Apesar de ser frequentemente considerado um paraíso sobre o Índico, o arquipélago de Seychelles tem umas ilhas mais exclusivas do que as outras, do ponto de vista do luxo. É o caso da ilha de Frégate, mas o complexo turístico da ilha Cousine é imbatível na preservação do ecossistema, a ponto de ser uma referência nacional e internacional. Com apenas quatro vilas, os proprietários da ilha certificam-se de que nunca se exceda o número de dez hóspedes ao mesmo tempo, sendo filosofia da casa envolvê-los ao máximo nas atividades do dia-a-dia, num conceito de férias ativas.

4- Guludo Beach Resort – Quirimbas, Moçambique

Guludo Beach Resort

Para os mais atentos, o Parque Nacional de Quirimas tornou-se já um destino dos sonho num país como Moçambique que, aos poucos, vai confirmando seu imenso potencial natural. Situado ao norte do parque, o Guludo Beach Resort tem acesso direto à praia, o que facilita a exploração dos seus tesouros dentro e fora de água. A arquitetura do resort, com recursos e materiais nativos, já ganhou prêmios e há um esforço notável no uso de candeeiros de parafina, por exemplo, ou na aposta em paredes grossas de barro e tetos altos para evitar o uso de ventiladores ou ar condicionado. E sem esquecer a intervenção ativa da comunidade local.

5- Nkwichi Lodge – Lago Niassa, Moçambique

Na margem oriental do lago Niassa, ou Malawi, o Nkwichi Lodge desempenha um papel importante na afirmação desta região como um novo pólo turístico em Moçambique, mas também o faz de forma sustentada e em comunhão com o meio ambiente. A energia solar é usada tanto quanto possível e o aproveitamento da água, inclusive para irrigações, é constante. A comunidade local é também chamada a intervir e a colaborar no projeto que, entre vários prêmios, foi finalista na categoria Eco-Resorts da revista Condé Nast Traveller.

6- Couran Cove Island Resort – Gold Coast, Austrália

Ligado por uma bolsa à costa mais desejada da Austrália, Couran Cove fica no extremo sul da ilha de South Stradbroke. O que não só lhe garante um contato íntimo com a vida selvagem, como também ficar a salvo de maiores confusões, pois ali apenas se pode andar de bicicletas ou a pé, seguindo inúmeros trilhos com a ajuda de guias locais. Toda a arquitetura do resort foi pensada para causar o menor impacto ambiental possível, com uma política de separação e aproveitamento do lixo e um cuidado especial para não contaminar as nascentes e lençóis de água.

7- Nukubati Island Great Sea Reef – Vanua Levu, Ilhas Fiji

Nukubati Island Great Sea Reef

A ilha de Nukubati fica numa área remota do arquipélago Fiji e não esconde o orgulho de ser um projecto de turismo ecológico totalmente local, pois desde os proprietários até ao pessoal, passando pelo estilo e materiais, tudo é made in Fiji. Com atributos de peso para figurar entre os destinos mais românticos do mundo, este resort de apenas sete suites faz gala em manter um tratamento cinco estrelas sem abdicar de aproveitar a água da chuva, reciclar os restos da cozinha, promover passeios ecológicos e culturais ou integrar as comunidades vizinhas.

8- Wilson Island – Grande Barreira de Coral, Austrália

Integrada na Grande Barreira de Coral, classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, a Wilson Island é uma pequena ilha onde a exiguidade do território é um verdadeiro paraíso. Já que não só está totalmente a leste do stress e poluição dos grandes centros urbanos, como também, graças aos recifes protetores, que funcionam com uma espécie de santuário para tartarugas marinhas e aves. A acomodação é feita em modernas tendas, com capacidade para 12 pessoas, mas com todo o conforto. O sol é a principal fonte de energia e a água da chuva é reaproveitada, depois de de filtrada e tratada.

9- Neeleshwar Hermitage – Kerala, Índia

Na costa de Malabar, na região encantada de Kerala, o Neeleshwar Hormitage dá-se ao luxo de dispor de uma praia aos seus pés, ou melhor à disposição dos hóspedes que se dividem pelas oito cottages singles e quatro duplos. E que encontram uma alternativa de peso à piscina transbordante. Os cuidados ambientais passam entre outras coisas, por não usar pesticidas ou fertilizantes para não contaminar a água, reciclar os restos da cozinha, reutilizar os plásticos e empregar a comunidade local.

10- Evason Phuket & Six Senses Spa – Phuket, Tailândia

Evason Phuket & Six Senses Spa

As expectativas são altas quando estamos perante o primeiro resort da Ásia a receber o certificado de Green Globe 21 e é apontado, regularmente, como exemplo de turismo responsável. Tendo por filosofia o lema – Slow Life – o Evason trouxe para Phuket um outro estilo de fazer férias, já que todo o luxo e exotismo das instalações, com a benesse de estar virado para o mar de Andaman e de possuir um spa Six Senses, coma-se uma série de cuidados essenciais para preservar o ambiente.

11- Shangri-la´s Mactan Resort & Spa – Cebu, Filipinas

Está localizado a 15 minutos do aeroporto internacional de Cebu, o segundo maior do país, e levou a cabo uma reforma completa, que passou em revista os mais de 500 quartos e suites, tornando-os mais adequados ao estatuto de primeiro resort de luxo das Filipinas. Com boas vistas para o mar, a unidade da cadeia Shangri-la fica na ilha de Mactan, na província de Cebu, e promove a consciência ecológica em várias vertentes, ainda este ano realizou junto de jovens hóspedes um campo de férias coordenado por biólogos e vários especialistas ambientais.

12- Hotel Heritance Kandalama – Dambulla, Sri Lanka

Os prêmios de excelência ambiental que já recebeu fazem do Heritance Kandalama um caso sério de sucesso em termos de turismo eco-friendly. Situado na montanha, às margens do lago Kandalama, perto de Dambulla, na rota do Triângulo Cultural do Sri Lanka, este hotel de 152 quartos não se fica pelo exotismo fácil. Desenvolve uma filosofia de respeito pelo meio ambiente, que passa por não recorrer a iluminação artificial durante o dia e utiliza materiais locais para reduzir ao máximo o impacto ambiental. Entre as atividades propostas, destaque para os passeios de balão e de barco, excursões arqueológicas, observação de aves e trekking.

13- Hotel Tritone – Lipari, Itália

Hotel Tritone

Ao longo da Sicília, na ilha de Lipari, o Tritone assentou arraiais no arquipélago das Eólicas. A “pairar” sobre o mar, este hotel possui um estilo mediterrânico presente na arquitetura e gastronomia e está próximo da cidade e da praia de Portinente. Com 38 quartos e uma suite, o destaque vai para a piscina com água termal, ficando a consciência ecológica por conta do uso de energia solar, detergentes biodegradáveis ou consumo de produtos locais e e agricultura biológica.

14- Levendis Estate – Ítaca, Grécia

Situado no topo norte da ilha grega de Ítaca, Levendis Estate é uma quinta orgânica, na posse da mesma família há quatro gerações, onde, entre outras coisa, se produz um azeite biológico de elevada qualidade. Funcionando como um eco-resort-boutique, tem a grande vantagem de ficar num vale calmo, com acesso direto ao mar e a escassos três quilômetros da vila mais próxima. A arquitetura da quinta foi pensada de forma a reduzir ao mínimo o consumo de energia, pois tira proveito das brisas marítimas e da sombra proporcionada por árvores e plantas.

15- Hotel Pestana Porto Santo – Ilha da Madeira, Portugal

Com pouco tempo de vida, esta unidade do grupo Pestana recebeu, este ano, uma Chave verde, o galardão atribuído pela Associação bandeira Azul da Europa pela sua sustentabilidade ambiental. O hotel, situado em plena praia de Porto Santo, encontra-se rodeado de trinta mil metros quadrados de jardins e muito se especulou sobre o seu impacto na paisagem daí a opção por edifícios que não ultrapassam a altura de 3 andares.

16- Pousada Dom Capudi – Santa Catarina, Brasil

A curta distância da praia de Bombinhas, no litoral do estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil, esta charmosa pousada, decorada com artesanato local, foi eleita, pela edição de 2010 do Guia Quatro Rodas, como o Hotel Sustentável do Ano. Com um total de 20 quartos, e graças à consciência ecológica do proprietário, a pousada Dom Capudi dá o exemplo com aquecimento através de energia solar, água da chuva utilizada nas regas, lâmpadas economizadoras ou aproveitamento das sobras como adubo.

17- Balamku Inn on The Beach – Iucatão, México

Balamku Inn on The Beach

No Suduste da península mexicana do Iucatã, tendo por vizinha a aldeia pescatória de Mahahual, o Balamku veio trazer à Riviera Maia um novo conceito de sustentabilidade ambiental. Com cotação máxima em matéria de estrelas verdes, o Balaku destaca-se pelo uso de energia solar e eólica, pelo baixo consumo de energia elétrica, pela moderação de descargas sanitárias e pelo sistema de reaproveitamento das águas. Além de fazer questão de ter um papel ativo na comunidade, incentivando o comércio e atividades que envolvem os habitantes locais.

18- Hotelito Desconocido – Puerto Vallarta, México

O Hotelito Desconocido, a cerca de duas horas de carro de Puerto Vallarta, mantém a fidelidade aos princípios que sempre o diferenciaram. Com apenas 31 quartos, alguns construídos sobre palafitas, desenvolveu-se junto a uma vila de pescadores, à beira de uma praia praticamente virgem que se estende por sessenta quilômetros. As mordomias, como o restaurante de luxo ou o spa, estão todas lá, assim como o charme rústico acentuado na última remodelação. Porém, o grande destaque fica também pelos passeios de observação de aves ou para assistir à migração de tartarugas marinhas.

19- Hamanasi Adventure & Dive Resort – Stanncreek, Belize

Localizado no Sul do Belize, este eco-resort não separou o conforto da elegância, com casas nas árvores ou cabanas de lua-de-mel, é apontado frequentemente como sugestão para uma escapada romântica. Com acesso direto à praia, a meio caminho entre a barreira de corais e as montanhas que deram refúgio à civilização maia, o Hamanasi honra o compromisso nacional em preservar ao máximo o ambiente (40% do território do Belize está sobre proteção), proporcionado atividades ecologicamente corretas, como, mergulho e passeios na floresta tropical.

20- Arenas del Mar Beach & Nature Resort – Pin Manuel Antonio, Costa Rica

Arenas del Mar Beach & Nature Resort

Arenas del Mar é uma praia da costa do Pacífico, em pleno Parque Nacional de Manuel Antonio, na Costa Rica. Há muito que o país percebeu que um dos seus maiores diferenciais é o turismo ecológico, pelo que o resort oferece bem mais do que apenas remanso e dolce far niente. Entre as atividades previstas estão passeios de bicicleta na floresta, de caiaque, a cavalo ou mesmo rafting pelos agitados rios da região. Tudo em harmonia com a natureza, tanto que os hóspedes recebem informação sobre como reciclar e evitar desperdícios e contribuir para poupar água e energia.

Fonte: Destinos de Viagem

  
  

Publicado por em