Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Turismo > Meios de hospedagem > 

Conheça os dez melhores albergues do Brasil

A rede Hostelling International (HI) acaba de eleger, pela internet, os dez melhores albergues brasileiros em 2011. Quatro eleitos fazem parte do Cadastur sistema do Ministério do Turismo

1 de Março de 2012.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Pelo terceiro ano consecutivo, o Pipa Hostel (RN) é o primeiro colocado

Pelo terceiro ano consecutivo, o Pipa Hostel (RN) é o primeiro colocado
Foto: Divulgação

A rede Hostelling International (HI) acaba de eleger, pela internet, os dez melhores albergues brasileiros em 2011. Quatro eleitos fazem parte do Cadastur, sistema do Ministério do Turismo onde estão cadastrados prestadores de serviços turísticos e guias de turismo de todo o país.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Pipa Hostel (RN) é o primeiro colocado. Como sugere o nome, o albergue está localizado na praia de Pipa, e é um dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Regional selecionados pelo MTur. Em 5º lugar está o baiano Praia do Forte Hostel; a oitava posição de preferência dos internautas ficou com o Lua Cheia Hostel (RN), na capital potiguar; e o Sampa Hostel, na capital paulista, carimbou a 9ª colocação.

A votação foi realizada pelo site www.hihostels.com e contou com a participação de brasileiros e estrangeiros que efetuaram reservas pelo endereço eletrônico.

Segundo o Estudo da Demanda Turística Internacional no Brasil, encomendado pelo Ministério do Turismo à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), o interesse de estrangeiros por albergues, campings e hospedagem de baixo custo no Brasil aumentou de 1,6% para 2004 para 4,3% em 2010. O turismo ‘backpacker’ (os conhecidos mochileiros), aliás, vem ganhando espaço no Brasil.

Segundo o Observatório de Turismo da Cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas sobre a oferta e demanda turística, a taxa de ocupação média dos ‘hostels’ na capital paulista em janeiro de 2012 foi de 71,7%. Em 2011, a média ficou em 64%, com pico de 76% em fevereiro. Esse tipo de hospedagem vem se popularizando no Brasil principalmente pelo seu baixo custo: no ano passado, a diária média dos ‘hostels’ da capital paulista foi de R$ 41,92.

CADASTUR & ALBERGUISTA
Hoje, o Cadastur possui 70 albergues credenciados em situação regular. O cadastro do MTur é obrigatório, de acordo com a Lei do Turismo (11.771/08), para meios de hospedagem (albergue, condo-hotel, flat, hotel urbano, hotel de selva, hotel fazenda, hotel histórico, pousada, resort e cama & café).

Estão também no grupo, agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, acampamentos turísticos, parques temáticos e guias de turismo (Lei 8623/93). Pessoas jurídicas credenciadas no sistema têm acesso a linhas de financiamento diferenciadas, participação em programas de qualificação profissional e em campanhas de promoção e publicidade do MTur.

Segundo a Federação Brasileira de Albergues de Juventude (FBAJ), os hóspedes de ‘hostels’ têm perfil diferenciado dos que procuram meios de hospedagem tradicionais: são jovens entre 21 e 28 anos, universitários ou recém-formados, que buscam, sobretudo, intercâmbio cultural, troca de experiências e valores como liberdade, confraternização, paz e respeito.

Para o presidente da FBAJ, Carlos Augusto Alves, "boa parte do público escolhe o albergue não só por economia, mas também por filosofia de vida. Muitas amizades surgem a partir destes locais".

Conforme o diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas do MTur, José Francisco Salles Lopes, “os ‘hostels’ representam uma oferta de hospedagem diversificada e especializada, que atende a um público que tem prazer em viajar, e que não limita a sua atividade turística ao quesito financeiro. Em viagens de longa duração, o gasto médio praticamente se equipara ao dos demais viajantes”, analisa.

NO BRASIL
A rede HI possui mais de 100 mil associados no Brasil, que usufruem de 92 unidades e oferecem 6,5 mil leitos de hospedagem em todo o território nacional. O faturamento direto dos ‘hostels’ brasileiros chega a R$ 35 milhões ao ano, considerando uma diária média de R$ 30, uma das mais baratas da categoria.

Em 2012, a HI Hostel Brasil estima um crescimento de 10% de filiados à rede, chegando a 100 unidades credenciadas. Até 2014, a meta é chegar a 140 ‘hostels’, com investimentos expressivos em qualificação profissional e infraestrutura dos albergues.

A Câmara Temática Nacional de Desenvolvimento do Turismo (CTNDT), que integra o Grupo Executivo Gestor da Copa do Mundo FIFA de Futebol no Brasil, determinou que os albergues, quando devidamente qualificados, serão tratados como oferta de hospedagem para o Mundial de 2014.

No mundo, são 4,5 mil albergues filiados em 90 países. Segundo a FBAJ, o ritmo de crescimento dos albergues chega a 25% ao ano.

Fonte: MTur

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Conheça a suíte de Hotel mais cara do MundoHospedagem no Brasil terá números finais em abril

 

editar    editar    editar    0 visitas    0 comentários