Governo conduz acordo por preços justos na hotelaria

Empresários comprometem-se a estabelecer parâmetros para os preços das diárias durante megaeventos

  
  

As tarifas hoteleiras definidas pela Match Services, empresa oficial da FIFA para assuntos relacionados a acomodações nos campeonatos mundiais de futebol, servirão de base para governo e população identificarem eventuais excessos nos preços de hospedagem durante a Copa das Confederações.

A decisão foi tomada em parceria entre representantes da indústria hoteleira e do governo em reunião realizada na quinta-feira (06/6) no Ministério do Turismo.

Os hoteleiros se comprometeram a divulgar nos próximos dias os patamares aceitáveis para as tarifas. “Estabelecemos o caminho do diálogo com os empresários para evitar que a esperteza de poucos prejudique a imagem de todo o país. Essa é a posição do governo”, comentou o ministro Gastão Vieira.

Durante a reunião, ficou definido que o Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur) continuará a monitorar as tarifas de hospedagem nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

“Não vamos intervir nas leis de mercado, mas também não podemos permitir abusos”, afirmou o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Os representantes da hotelaria – Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) e Fórum de Operadores Hoteleiros (FOB) – se comprometeram a se posicionar publicamente sobre o assunto.

“Não há dois lados nessa questão, também entendemos que o país passa por um momento importante e somos contra práticas abusivas de mercado, que, de maneira alguma, refletem a atitude majoritária dos nossos empresários”, ponderou Alexandre Sampaio, presidente da FBHA.

A reunião foi acompanhada por representantes do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, órgãos vinculados ao Ministério da Justiça.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: MTur

  
  

Publicado por em