Hotéis para se sentir em casa

Hóspedes estão em busca de experiências únicas, sofisticadas e intimistas

  
  

É cada vez maior o lançamento de empreendimentos hoteleiros high tech, multifuncionais, localizados em grandes centros comerciais. Paralelamente a este conceito, no entanto, ganha força um modelo de hospedagem bastante específico, com estrutura menor e caráter intimista, primando pelo conforto, sofisticação e a sensação de estar em casa.

Esse tipo de hospedagem também está inserido no conceito do novo luxo, que valoriza tudo aquilo que é escasso e ao mesmo tempo precioso nos dias de hoje, como o tempo e o silêncio.

Cada vez mais, a hora do relaxamento, a tranquilidade, a desconexão com o agito das grandes cidades e a conexão espiritual ganham importância. Hóspedes querem viver momentos enriquecedores, únicos e especiais, como se estivessem em suas próprias casas, só que em destinos diferentes, onde poderão ter novas experiências.

Segundo Trícia Neves, sócia-diretora da Mapie, consultoria especializada em hospitalidade, “esse tipo de empreendimento deve aliar sofisticação, atenção aos detalhes, cuidados com o hóspede e serviços personalizados de altíssimo nível, que são geralmente esperados de um hotel de alto padrão, só que numa escala mais humana e aconchegante, como a sua casa”.

Dois hotéis no Chile e um no Brasil têm muito a contar sobre essa nova tendência.

O Vila Naiá, localizado na praia de Corumbau, no sul daBahia, também segue a mesma tendência. Bastante exclusivo, o hotel conta com apenas oito habitações, sendo quatro suítes e quatro casas.

Estas últimas, semelhantes a moradias locais, foram construídas com madeira redescoberta e forradas com taubilhas produzidas de forma tradicional.

A decoração e o espaço de cada casa são únicos, realçando o conceito de exclusividade. Seu interior ressalta o conforto e a localização oferece privacidade.

Já as suítes – cada uma de uma cor e com diversos ambientes – destacam a ventilação, que é um dos pontos altos do projeto: todos os quartos têm janelas em pontos cardeais opostos para dar passagem à brisa que sopra do mar.

Tudo isso fez com que o Vila Naiá fosse reconhecido como o melhor hotel de praia da América do Sul, em 2011, pela Condé Nast, umas das mais conceituadas editoras do mundo.

“Inauguramos o Vila Naiá em 2004, como uma hospedaria singular, aliando a simplicidade de Corumbau (‘longe de todas as preocupações’, na língua dos índios Pataxó) ao requinte de um estabelecimento de padrão internacional”, conta Renata Mellão, proprietária. Logo na chegada ao hotel, os hóspedes são recebidos com água de coco fresca.

Longas passarelas de madeira, que dão o tom da construção e acompanham a ondulação da areia, protegendo o terreno, interligam todos os ambientes do Vila Naiá. O paisagismo fica por conta da vegetação natural da região.

À beira da piscina fica um dos espaços mais charmosos do hotel, que tem tudo para parecer o cantinho mais gostoso da casa de qualquer pessoa: o "Quadrado" - um lounge com poltronas superconfortáveis, chão de mármore e "paredes" de tela que permitem a ventilação natural.

O espaço conta ainda com um bar/café sobre um deck ao ar livre, internet wireless e TV a cabo. Junto ao quadrado, em uma torre com vista para o mar, o Vila Naiá conta com o Espaço Bem-Estarpara prática de meditação, yoga e pilates.

O Antumalal, hotel boutique em Pucón, na região sul do Chile, possui apenas 22 confortáveis e exclusivos apartamentos com vista para o lago e o bosque do Parque Villarrica, aos pés do vulcão de mesmo nome.

Desenhado segundo os traços da arquitetura Bauhaus pelo arquiteto Jorge Elton Álamos, discípulo de Frank Lloyd Wright, que pregava que cada projeto deve ser único, de acordo com sua localização e proposta, o empreendimento está envolto por hectares de jardins, cascatas e rochas vulcânicas.

Além do cenário deslumbrante, toda a decoração do hotel busca fazer o hóspede se sentir numa casa muito especial. Rony Pollack, filha dos fundadores do Antumalal, explica: “os móveis mesclam madeira nativa, ferro e cordas; as paredes são recobertas com araucária e tapetes de pele de cabra; uma imponente lareira complementa o ambiente comum; tudo isso confere elegância à atmosfera acolhedora, aconchegante e confortável do hotel, como se estivéssemos recebendo o hóspede em nossa própria residência”.

Para uma completa revitalização e muito relaxamento, o hotel ainda conta com o Spa Antumaco, esculpido em pedras naturais e com painéis de vidro que se estendem do teto ao chão, separando a piscina aquecida em duas partes, interna e externa.

Estrategicamente situada numa quina, a espaçosa sauna com vista para o lago, assim como a jacuzzi e os chuveiros ao ar-livre, são paradas obrigatórias para os hóspedes terem experiências únicas.

Localizado no boêmio bairro Bellavista, perto de diversas atrações turísticas, restaurantes e lojas, o The Aubrey, primeiro hotel boutique de Santiago, no Chile, se destaca dos hotéis da capital chilena pela sofisticação, serviços personalizados, conforto e gastronomia.

Situado em um casarão histórico de 1927, o imóvel pertenceu à família de um influente político e empresário que fez fortuna construindo linhas ferroviárias em todo o Chile.

Em 2006, a propriedade foi vendida aos novos proprietários, que investiram em reforma e nova decoração.

O australiano Mark Cigana e o britânico Will Martin mesclaram de forma artística o antigo e o novo em um projeto original, que foge do estilo padronizado dos hotéis de rede.

A casa tem características art déco que foram cuidadosamente mantidas. O novo projeto foi obra do arquiteto Alejandro Valdés, enquanto Mark Cigana foi o designer de interiores em conjunto com Cristian Valdés.

De acordo com Cigana, “o conceito do hotel é de aliar o luxo com o turismo de experiência e, ao mesmo tempo, deixar o hóspede à vontade. Aqui, o hóspede se sente em casa, mas usufrui do requinte de um hotel butique”, explica.

Funcionando desde 2010, o The Aubrey tem apenas 15 apartamentos, com tamanhos distintos e decorados de forma personalizada. As distintas categorias incluem apartamentos duplos com terraços, lofts confortáveis, quartos com área de estar ao ar livre e duas espaçosas suítes.

Todos são equipados com Wi-Fi, TV LCD com canais a cabo, lençóis de fino algodão, camas com colchão de penas, chuveiros Hansgrohe e frigobar. Depois de um dia agitado em Santiago, nada como voltar para “casa”.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: João Paulo Benini

  
  

Publicado por em