Hotelaria não registra impactos da crise financeira

Como o dólar elevado impede viagens de brasileiros ao exterior, o setor está promovendo o turismo interno.

  
  

Até agora, o setor hoteleiro brasileiro em geral não sofreu os reflexos da crise externa. "Não tivemos nem cancelamentos. O turismo em geral no Brasil está bem até depois do carnaval, que é a nossa alta estação", disse, no Rio de Janeiro, o presidente Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Álvaro Bezerra de Mello.

Segundo ele, a redução dos turistas internacionais este ano, provocada pela valorização do real, fez com que a rede hoteleira buscasse oportunidades na crise. Como o dólar elevado impede viagens de brasileiros ao exterior, o setor está promovendo o turismo interno. E tem obtido resultado satisfatório. "Estamos tendo esse fluxo nacional que está nos ajudando muito agora", completa.

"Neste final do ano, a taxa de ocupação tem se mostrado ´excepcional", disse Bezerra de Mello. Nos hotéis do Rio de Janeiro, a ocupação está acima de 90%. "Há muito tempo que não tínhamos uma ocupação tão boa".

O setor está trabalhando no momento com uma parcela de 85% de turistas nacionais e 15% estrangeiros. Ele enfatizou que levará algum tempo até o turista internacional saber que o Brasil ficou mais barato, devido à desvalorização da moeda. O esforço para comunicar esse fato deve ser conjunto, envolvendo governo, empresários, operadoras de turismo e a Embratur.

O presidente da ABIH acredita que o movimento continuará bem até o desfile das campeãs do carnaval, no final de fevereiro de 2009. Os maiores destaques são as cidades litorâneas Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Ilhabela, Angra dos Reis. Salientou que a meta agora é começar a trabalhar para preparar o período pós-carnaval e também a Copa do Mundo de 2014, que acontecerá no Brasil.

Álvaro Bezerra acredita que depois da Copa do Mundo, "o Brasil vai decolar. Aconteceu isso em Barcelona, em Sidney ". Em 2009, entretanto, a avaliação da ABIH é que os turistas domésticos vão continuar prevalecendo nos hotéis brasileiros.

Fonte: ABIH/Agência Brasil

  
  

Publicado por em