Pousada associa turismo a projetos socioambientais

Oferece conforto a seus hóspedes sem se descuidar da responsabilidade com a população e o meio ambiente

  
  
Oferece completa área de lazer e recreação, com monitores especializados no resgate das brincadeiras antigas e no contato com a flora e fauna locais / Divulgação

Localizada em São Bento do Sapucaí

, na divisa do estado de São Paulo com o Sul de Minas Gerais, a 170 quilômetros da capital paulista foi construída perto de uma comunidade quilombola e com uma trincheira usada na Revolução Constitucionalista de 1932, a Pousada do Quilombo, tem vários motivos para cuidar das heranças históricas, população e natureza.

O local possui uma extensa área verde e atrativos tanto para famílias como casais ou viajantes sozinhos. As acomodações, muito confortáveis e bem equipadas, estão prontas para atender cada objetivo pessoal, do relaxamento aos esportes de aventura.

A quase mil metros de altitude e com vista privilegiada para a encantadora Pedra do Baú - um dos principais destinos de esportes radicais no Estado de São Paulo - e para os vales da região, o local é um dos melhores pontos para apreciar as belezas da Serra da Mantiqueira.

Desde que começou a ser construída, os sócios da Pousada tiveram a preocupação de se inserir na comunidade e trazer o desenvolvimento sustentável para a região.

Não por acaso, toda a mão de obra usada na pousada, do jardineiro ao chefe de cozinha, são pessoas locais que receberam da Pousada um alto investimento em treinamentos e capacitação.

Toda a obra foi feita com madeiras certificadas, a lenha utilizada nas lareiras é de reflorestamento próprio e possui áreas preservadas bem como a fauna local, como lagartos, siriemas e pássaros.

A Pousada faz toda a separação do lixo para depósito em pátio de reciclagem e patrocina máquinas prensadoras para a reciclagem municipal. Também foram criadas campanhas para redução de consumo de água e conscientização infantil nas atividades de recreação.

Ingredientes produzidos na região, como framboesa, cogumelos, pinhão e banana são usados no preparo de pratos e da horta da própria pousada já se utiliza milho, temperos e algumas hortaliças. Tudo para garantir alimentos mais saudáveis e um menor uso de combustível para o transporte de suprimentos.
Além disso, por iniciativa dos próprios funcionários, foram criadas hortas orgânicas na propriedade, para

Nas questão social, a pousada atua de várias maneiras. Diversos projetos foram desenvolvidos junto aos moradores do entorno, tais como pintura do Bairro do Quilombo - bairro que abriga uma antiga comunidade quilombola, oficinas gratuitas de dança e aulas de artesanato, entre outras.

Na pousada também há um pequeno Museu da Revolução, com equipamentos e jornais da época da Revolução Constitucionalista de 1932. Uma longa trincheira escavada no local para defender a região foi conservada. Ela dá nome ao restaurante Trincheira, que fica a poucos metros dali.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Marleide Rocha

  
  

Publicado por em