Pousadas prontas para receber turistas em Pedro II

Das 230 pousadas domiciliares cadastradas, 210 já foram alugadas.

  
  

O município de Pedro II se prepara para a sexta edição do Festival de Inverno, que acontece de 11 a 14 de junho. Faltando menos de uma semana para acontecer, o evento já supera todas as edições anteriores. Das 230 pousadas domiciliares cadastradas, 210 já foram alugadas.

Segundo o diretor do Departamento de Turismo de Pedro II e responsável pela hospedagem de turistas durante o festival, Juliermes Euclides, desde abril, as pousadas domiciliares fazem reservas para o período do Festival, e nessa reta final a procura tem se intensificado.

O valor da hospedagem varia de acordo com o padrão do imóvel cadastrado e a quantidade de hóspedes, onde o proprietário deve especificar o número de pessoas que ficará em sua residência. “A média de hóspedes em cada residência é de 12 a 14 pessoas, podendo custar de R$ 800 a R$ 1.300,00 durante os quatro dias de festival. Nas residências mais simples o valor varia de R$ 30 a R$ 35 o pernoite por pessoa, incluindo o café da manhã”, explicou Juliermes Euclides.

Além do valor acessível dos aluguéis, os turistas poderão contar com um ambiente agradável e um bom atendimento. De acordo com Juliermes Euclides, os imóveis passaram por uma consultoria e os proprietários das residências alugadas participaram dos cursos de camareira, culinária e de como atender bem os turistas, oferecidos pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Uma Central de Reservas foi montada para organizar os aluguéis neste Festival. Juliermes Euclides dá o recado para aqueles que não reservaram seus lugares. “Ainda há tempo, pois há uma equipe de plantão para atender exatamente às pessoas que deixaram para a última hora. Esse é o típico jeitinho brasileiro, sempre deixando para a última hora, mas as expectativas são as melhores possíveis”, ressalta.

Os turistas que se hospedarem nas pousadas domiciliares durante o Festival devem preencher uma ficha com dados pessoais, sugestões e críticas em relação ao festival e a hospedagem. “Essas fichas serão analisadas no término do evento. O objetivo é melhorar a cada ano e ter um êxito nas edições posteriores”, complementa.

Fonte: Secretaria de Turismo do Piauí

  
  

Publicado por em