Prefeito de Recife sanciona lei em prol da hotelaria

O processo de ampliação e reforma dos hotéis será intensificado e acelerado

  
  
A lei dá um passo importante para a garantia da viabilidade econômica da rede hoteleira / Divulgação

O prefeito de Recife, João da Costa, sancionou ontem (26/5) a lei Nº 23/2010 em cerimônia realizada no Vela Branca Praia Hotel, no bairro de Boa Viagem, com a presença de representantes da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-PE) e autoridades.

De autoria da Administração Municipal, a lei dá um passo importante para a garantia da viabilidade econômica da rede hoteleira local, visando à Copa de 2014, a partir da disposição de normas de uso e ocupação do solo para edificações em serviços de hospedagem.

De acordo com o prefeito João da Costa, a maior concentração de meios de hospedagem está em Boa Viagem, área com restrições urbanas em função do adensamento populacional.

“Havia, portanto, a necessidade de uma lei que permitisse o incentivo geral para a construção e ampliação de hotéis, que garantisse a competitividade turística. Cabe agora aos hoteleiros aproveitar a iniciativa”, afirma.

Ainda segundo o prefeito, era preciso recuperar a quantidade de vagas na hotelaria, uma vez que com a consolidação do turismo local houve um aumento na demanda.

“A lei vai beneficiar não apenas o setor hoteleiro como toda a cidade com a geração de empregos, renda e consolidação de um setor econômico importante que é o hoteleiro”, completa.

Nove projetos já estão aprovados e serão beneficiados com a lei 23/2010, que foi elaborada com muito diálogo com os representantes da ABIH-PE e aprovada com unidade na Câmara de Vereadores do Recife.

“A lei faz parte da ação da Prefeitura de Recife

visando à Copa. Todos os vereadores foram favoráveis. Entendemos que hoje é um dia importante para o setor”, sugere o presidente da Câmara, Jurandir Liberal.

O secretário de Turismo de Recife, André Campos, também comemorou a sanção. “O que os hoteleiros sofreram no passado, está recuperado. É um momento de alegria. O processo de ampliação e reforma dos hotéis será intensificado e acelerado”, enfatiza.

O presidente da ABIH-PE, José Otávio de Meira Lins, comentou o empenho da hotelaria. “Vamos fazer o dever de casa até 2014 e tenho certeza de que outros hotéis vão aparecer. O Vela Branca, onde acontece a solenidade, é um emblema que representa a consolidação do destino, pois foi fechado durante a crise hoteleira em que 18 empreendimentos foram transformados em unidades habitacionais, reabriu e já está em expansão”, analisa.

Para Alberto Perylo, do Vela Branca, a lei só tem a trazer benefícios para a atividade. “A Prefeitura está demonstrando empenho em investimentos para infraestrutura da Copa. Recife está de parabéns.”

Até a Copa de 2014, o Recife deverá ter 20 mil leitos. A lei 23/2010 se soma a um conjunto de ações da Prefeitura do Recife, que consolida Boa Viagem como novo centro econômico do Recife.

“Quase a totalidade dos turistas da Copa ficarão no Recife e em Boa Viagem”, lembra o prefeito. Entre as ações na área, está a Via Mangue que possibilitará um deslocamento com maior celeridade, mudanças no trânsito na Rua Capitão Rebelinho e na Rua Arthur Muniz, onde há grande concentração de bares e restaurantes, além do Parque Dona Lindu, um novo espaço de lazer na Zona Sul.

Estiveram presentes na cerimônia, os secretários André Campos (Turismo), Amir Schvartz (Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras), José Marcos de Lima (Saneamento), Ceça Britto (Relações com a Imprensa), além do assessor executivo de Turismo, Carlos Braga, do presidente do Instituto Pelópidas da Silveira, Milton Botler, do representante da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), Luiz Felipe Moura, do vice-presidente do Recife Convention & Visitors Bureau, Samuel Oliveira, do diretor executivo da ABIH, Carlos Maurício Periquito, e de diretores dos hotéis Boa Viagem Praia, Marante, Grupo Pontes,Recife Praia Hotel, Marolinda e Vela Branca.

Fonte: Rachel Motta

Visite: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em