Sergipe adere ao sistema de classificação hoteleira

Com a assinatura do termo, meios de hospedagem devem submeter-se à avaliação oficial do Ministério do Turismo, que prevê a classificação por estrelas

  
  

A Secretaria de Turismo de Sergipe assinou, na última semana, um termo de ajustamento de conduta do Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass), implantado pelo Ministério do Turismo (MTur) em 2011, com o objetivo padronizar a rede hoteleira para a Copa do Mundo.

O termo foi assinado por meio do secretário José Roberto de Lima; da representante da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do estado, Daniela Mesquita; e do procurador da República, José Rômulo Almeida.

O Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem foi elaborado pelo MTur em parceria com o Inmetro, a Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM) e a sociedade civil, e adotado como estratégia para o país, aumentando a competitividade do setor.

“Embora a adesão seja voluntária, acreditamos que um sistema de classificação uniforme e padronizado beneficie a concorrência entre os hotéis e dê o turista mais confiança para escolher a hospedagem”, afirma o diretor de produtos e destinos do MTur, Marcelo Lima Costa.

O termo assinado em Sergipe vai enquadrar a rede hoteleira do estado e coibir o uso incorreto de classificação por estrelas, que só pode ser usado por aqueles que tiverem se submetido à avaliação do Ministério do Turismo.

“Estamos de portas abertas para ajudar a rede hoteleira no cadastramento desse novo sistema", explicou o secretário de Turismo, José Roberto de Lima.

A presidente da ABIH/SE, Daniela Mesquita, ressaltou a assinatura como um passo positivo para o fortalecimento da associação.

“A assinatura fortalece a associação, dando a oportunidade de desenvolver um trabalho de conscientização com os associados sobre o sistema de classificação”, diz.

O termo é um instrumento de comunicação com o mercado. Possibilita a concorrência justa entre os meios de hospedagem e ajuda turistas brasileiros e estrangeiros em suas escolhas.

Segundo o procurador da República, José Rômulo Silva Almeida, é fundamental que todos sejam informados sobre o sistema para não serem surpreendidos pelas fiscalizações.

SBCLASS

O sistema de classificação SBClass, do Ministério do Turismo, divide os estabelecimentos em sete grupos, considerando que cada tipo de meio de hospedagem reflete diferentes práticas de mercado e expectativas dos turistas.

Ele estabeleceu categorias específicas para hotéis, hotéis fazenda, hotéis históricos, resorts, pousadas, cama e café e flat/apart hotel.

Para receber a nova classificação, os meios de hospedagem têm de atender os requisitos obrigatórios, como estar inscrito no Cadastur e responder por 30% dos requisitos opcionais disponíveis, como coleta seletiva de lixo e presença de restaurantes.

Em Sergipe apenas dois hotéis possuem seus estabelecimentos classificados pelo sistema de estrelas.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em