MTur firma convênios com prefeitura de Santos

O turismo de Santos (SP) recebeu incentivos durante visita da ministra do Turismo, Marta Suplicy, ao município, nesta quinta-feira (20). A ministra e o prefeito de Santos, João Paulo Papa, assinaram convênios para implantaç&atil

  
  

O turismo de Santos (SP) recebeu incentivos durante visita da ministra do Turismo, Marta Suplicy, ao município, nesta quinta-feira (20). A ministra e o prefeito de Santos, João Paulo Papa, assinaram convênios para implantação de um restaurante-escola na Estação Valongo, no valor de R$ 912,3 mil; e para sinalização turística no município, R$ 720 mil. O valor total da parte do MTur, somados os dois convênios, é de R$ 1,3 milhão.

O restaurante-escola atenderá a comunidade local, incluindo jovens em busca de oportunidade no mercado de trabalho e empregados da hotelaria, bares e restaurantes. Por ano, aproximadamente mil pessoas poderão participar dos programas de qualificação profissional. “Essa iniciativa, que o Ministério do Turismo está apoiando também em outros estados, contribui para o crescimento da nossa economia, criando empregos e promovendo a inclusão social”, disse a ministra Marta Suplicy.

Para o prefeito de Santos, o restaurante-escola é garantia de desenvolvimento também para os municípios vizinhos. “Esse espaço não será exclusivo para a população de Santos, mas da Baixada Santista”, afirmou. A meta do MTur é ter, até 2008, doze restaurantes-escola estruturados e apoiados para possibilitar a formação de profissionais conscientes de suas responsabilidades e qualificados para atender as exigências do mercado. Além de São Paulo, outros estados beneficiados até agora são Amazonas, Ceará, Pernambuco e Bahia.

O convênio para implementação de sinalização turística em Santos prevê a instalação de placas com orientação também em inglês. “Uma cidade com esse potencial, inclusive para o turismo internacional, precisa ter uma boa sinalização”, disse a ministra. No início da tarde, Marta Suplicy reuniu-se, em São Vicente (SP), com prefeitos e representantes da Baixada Paulista para discutir as principais demandas turísticas da região.

Programa Alegra Centro – Em sua viagem a Santos, a ministra conheceu o Centro Histórico e a Estação Valongo. Ela percorreu os locais onde a prefeitura pretende desenvolver o programa Alegra Centro, voltado para a preservação do patrimônio histórico em conjunto com a valorização da paisagem urbana.

Uma das etapas do programa é o projeto Marina Porto de Santos (Mergulhão), no valor de R$ 90 milhões. O objetivo é integrar a cidade à região portuária de Santos, com a utilização de oito armazéns, desativados há mais de 20 anos, para instalação de restaurantes, espaço para eventos e feiras, entre outros. Marta Suplicy acredita que esse projeto estimulará o turismo, igualando Santos a renomados municípios portuários do Brasil, como Belém (PA); e no exterior, Buenos Aires, na Argentina. “É um investimento que vai refletir no dia-a-dia do cidadão santista, pois ele terá um patrimônio restituído e um atrativo turístico capaz de gerar muitos empregos e renda”, disse a ministra, lembrando ao prefeito a possibilidade de buscar recursos junto à bancada de São Paulo no Congresso Nacional.

Marta Suplicy visitou, também, o Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini, da Concais, empresa operadora do complexo turístico no Porto de Santos. No local, estão sendo realizadas obras de ampliação da capacidade do terminal marítimo de 23 mil para 34 mil pessoas por dia. Os recursos empregados, no valor de R$ 7 milhões, são da iniciativa privada.

fonte: Portal Brasileiro do Turismo - Ministério do Turismo

  
  

Publicado por em