MTur libera recursos para o Prodetur II

O Programa de Desenvolvimento do Turismo do Nordeste (Prodetur NE II) de cinco estados vai receber reforço financeiro do Governo Federal. A ministra do Turismo, Marta Suplicy, participou na última sexta-feira do II Encontro de Governadores d

  
  

O Programa de Desenvolvimento do Turismo do Nordeste (Prodetur NE II) de cinco estados vai receber reforço financeiro do Governo Federal. A ministra do Turismo, Marta Suplicy, participou na última sexta-feira do II Encontro de Governadores do Nordeste.

A reunião aconteceu no Palácio da Redenção, sede do governo da Paraíba, em João Pessoa (capital). Neste encontro, assina um convênio com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, no valor de R$ 3,52 milhões para complementar a capacidade técnico-operacional da unidade responsável pela execução do Prodetur no Estado.

Também firma protocolo de intenção num aporte de US$ 2,5 milhões para execução de ações do programa da Paraíba, como construção de via de acesso às praias do litoral Sul paraibano, melhorias na PB-008 e projetos de qualificação de mão-de-obra para a atividade turística. Para o Ceará, o Ministério do Turismo já reservou R$ 3,12 milhões, dos quais já foram pagos R$ 600 mil correspondentes ao gasto previsto para 2007.

O fortalecimento das unidades executoras estaduais (UEEs) é medida fundamental para dar agilidade à execução dos programas em cada estado e, consequentemente, a aplicação dos recursos do financiamento do BID e da contrapartida federal (MTur). Por isso, ainda neste encontro, Marta Suplicy assina mais dois protocolos de intenção com os governos do Piauí e da Bahia. O protocolo precede a celebração dos convênios de aporte de recursos.

Investimentos - Nesta etapa II do Prodetur NE, US$ 400 milhões serão aplicados, até setembro de 2009, na execução de um perfil variado de ações. Há projetos de infra-estrutura (saneamento, estradas, aeroportos, urbanização de orla de praias, recuperação de patrimônio histórico), de proteção ambiental, de fortalecimento municipal e do setor turismo até a qualificação profissional e empresarial do setor e planos de marketing.

Dos US$ 400 milhões, 60% são oriundos de empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), complementados pelos estados e pela União, por meio do Ministério do Turismo, cuja participação será de até US$ 160 milhões. O contrato de empréstimo com o BID para o Prodetur NE II foi celebrado em 2002.

A ministra Marta Suplicy ressalta que vai trabalhar para dar maior celeridade à liberação de recursos do Prodetur II. Ela garantiu ainda continuidade à estruturação de projetos como o Prodetur Nacional, que abrangerá o Prodetur Sul; o Proecotur, voltado à região da Amazônia Legal; o Prodetur JK, para o Centro-Oeste e Sudeste e os estados não atendidos pelo NE II; iniciado na gestão de Walfrido dos Mares Guia. Integram o Prodetur os nove estados do NE, região Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, compreendendo 14 pólos e 113 municípios.

Fonte: Jornal de Turismo

  
  

Publicado por em