Vinícolas argentinas e chilenas são sugestões da Interpoint para feriados de novembro

Mendoza e as vinícolas do Vale do Maipo e do Colchagua podem ser visitadas com uma esticadinha do feriado

  
  
Paisagem de Mendoza

A Interpoint Viagens e Turismo preparou sugestões para os feriados de novembro voltadas para os amantes - e curiosos - dos bons vinhos da América do Sul. Os roteiros incluem Mendoza, na Argentina, e as vinícolas chilenas de Santiago, Vale do Maipo e Vale do Colchagua.

Em Mendoza, é possível ficar no hotel Diplomatic. A hospedagem, de extremo luxo e com vista aos Andes, é em meio a uma área residencial, mas ainda assim próximo dos pontos comerciais e turísticos. Esta charmosa cidade, aos pés da cordilheira, possui uma rica arquitetura e belos parques, como o de San Martín. Além do ecoturismo e dos esportes radicais, a gastronomia e a enologia dão destaque à região, que corresponde a 70% do vinhedo argentino.

Para os apreciadores da bebida, o roteiro inclui passeios como os "Caminhos do Vinho”, que oferecem visita à duas vinícolas e degustação. Dentre as bodegas possíveis, estão Cavas de Weinert, Lagarde, Baudron, Carminé e Don Arturo. Além disso, os turistas poderão conhecer uma fábrica de azeite de oliva, outra especialidade de Mendoza.

O roteiro de quatro noites, nas quais, pagando três, a quarta é gratuita, sai a partir de US$ 350 por pessoa em acomodação dupla. O preço inclui café-da-manhã, uma garrafa de vinho, passeios e traslados.

Já quem prefere aproveitar os feriados de novembro com taças chilenas, pode seguir num caminho pelas vinícolas do país. A começar por Santiago, a hospedagem por uma noite será no Ritz-Carlton ou no W Santiago, dois dos melhores da capital. No dia seguinte, percorrendo o Vale do Maipo, uma das mais importantes áreas na produção de vinhos chilenos, está programada uma visita à vinícola Santa Rita. Será um dia inteiro nos vinhedos e jardins, com degustação de suas principais bebidas. O almoço será no charmoso e reconhecido restaurante Dona Paula e a hospedagem por uma noite no hotel Casa Real.

A última cidade visitada é Vale do Colchagua, com duas noites no Santa Cruz Plaza. Lá, é possível visitar o museu de Colchagua, localizado ao lado do hotel. Uma visita privativa a três vinícolas também consta no roteiro. Viña Casa Silva, onde é servido o almoço, Mont Gras e Viña Bisquert são as paradas, todas com degustação.

O roteiro pelas vinícolas chilenas custa a partir de US$ 1.535 por pessoa, em apartamento duplo. O valor inclui café-da-manhã, dois almoços conforme o roteiro, traslados e os passeios privativos.

Mais informações podem ser obtidas nos telefones (11) 3087.9400 / 0800.942.9400 ou site www.interpoint.com.br.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em