Pequenas empresas baianas de turismo negociam com grandes operadoras

Chapada Diamantina, Baía de Todos os Santos e Costa do Descobrimento vão reforçar sua posição entre as maiores atrações turísticas do Estado Salvador - Três regiões baianas devem

  
  

Chapada Diamantina, Baía de Todos os Santos e Costa do Descobrimento vão reforçar sua posição entre as maiores atrações turísticas do Estado

Salvador - Três regiões baianas devem aumentar o fluxo de turistas depois do Encontro de Negócios realizado pelo Ministério do Turismo e Braztoa (Associação de Operadoras de Turismo) no último dia 9, em Recife (PE). Durante o evento, organizado pelo Sebrae, empresários representantes da Chapada Diamantina, Baía de Todos os Santos e Costa do Descobrimento tiveram a oportunidade de oferecer serviços de hospedagem e receptivo às principais operadoras de turismo do País.

A expectativa é que os encontros permitam o aumento no volume de negócios entre as empresas baianas e as grandes operadores do País, possibilitando assim o incremento do volume de turistas que visitam os destinos, com conseqüente incremento da geração de ocupação e renda na atividade.

Além dos representantes das empresas, estiveram presentes representando a Bahia o coordenador da carteira de turismo pelo Sebrae Bahia, Richard Alves, e a assessora especial do Senac, Angélica Leahy. Veja a seguir alguns atrativos das três regiões baianas.

Chapada Diamantina

Região onde predomina o verde e o casario colonial da época áurea da descoberta de minérios preciosos. Tem muitas cachoeiras e cenários paradisíacos, a começar pelo Morro do Pai Inácio (que fica a 1.150 metros acima do nível do mar). Tem ainda o Poço Encantado em Andaraí e a Cachoeira da Fumaça, que fica em Palmeiras. Com 420 metros de queda livre, é a maior do Brasil e a quinta maior do mundo.

Outra atração é a Gruta da Lapa Doce, onde é possível observar formações rochosas interessantes, e também o Vale do Capão, encravado em meio a uma paisagem deslumbrante, num clima serrano de temperatura amena e temperada. A região tem ainda atrativos culturais, como a arquitetura colonial em Igatu (chamada de 'Cidade de Pedra'), um Cemitério Bizantino em Mucugê e asfalto verde na estrada, em Rio de Contas. Tudo isso localizado na região central do Estado, com fácil acesso e linhas regulares de ônibus.

Costa do Descobrimento

Palco dos primeiros capítulos da história do Brasil, a Costa do Descobrimento, formada por belas praias, manguezais e o verde dos coqueiros da mata atlântica, é o cenário perfeito para quem busca informações sobre a época colonial do País ou simplesmente quer curtir a vida. Todos os anos, milhares de turistas visitam a região para apreciar a paisagem. Praias bonitas estão espalhadas por todo o litoral baiano, porém o diferencial da Costa do Descobrimento é a integração entre cultura e lazer.

O turista pode conhecer a história e belezas naturais do Arraial D´Ajuda, passando pela cidade histórica e Museu de Porto Seguro. Tem ainda os passeios pela Coroa Vermelha, visita a Reserva da Jaqueira e passeios fluviais em Cabrália. A culinária é outro destaque da região, que tem uma diversidade de sabores para agradar a todos os paladares. Todos os anos é realizado um festival gastronômico com o apoio do Sebrae que visa dar uma maior visibilidade à gastronomia da região e com isso incrementar o fluxo de visitantes.

Baía de Todos os Santos

São mais de 50 ilhas em seu entorno de 1.052 quilômetros. Uma de suas mais famosas ilhas é Itaparica, que é dividida em dois municípios: Vera Cruz e Itaparica. Do tupi 'cerca de pedras', não à toa que é cercada por uma barreira de recifes.

Com uma vasta vegetação tropical e um rico patrimônio cultural e natural, a paisagem encanta pela beleza e riqueza histórica. As praias que circundam seu entorno oferecem opções de mergulhos, caminhadas, passeios de bicicleta, aventuras em caiaques e grandes piscinas naturais de águas calmas, ideais para relaxar, curtindo o sol e a brisa dos ventos.

Para quem procura aventura com boa dose de sossego, a Ilha de Itaparica é a pedida ideal.
Os passeios de escuna que saem de Salvador em direção às ilhas oferecem opções de lazer diferenciados, com uma parada obrigatória no Forte São Marcelo, construção militar erguida em 1650 cuja função era impedir o ataque dos corsários às naus ancoradas no porto e a aproximação de armadas com alcance de tiro nos limites da cidade.

Serviço:
Sebrae na Bahia - (71) 3320-4300 Fonte: Sebrae

  
  

Publicado por em