Pesquisa mostra amplo panorama das agências de viagens

ABAV Nacional (Associação Brasileira de Agências de Viagens), com mais de três mil Agências de Viagens associadas em todo o Brasil e cinco décadas de atuação, acaba de divulgar o resultado de uma pesquisa

  
  


ABAV Nacional (Associação Brasileira de Agências de Viagens), com mais de três mil Agências de Viagens associadas em todo o Brasil e cinco décadas de atuação, acaba de divulgar o resultado de uma pesquisa que traça um amplo cenário das Agências de Viagens no Brasil, consideradas a mais eficiente rede de distribuição de produtos turísticos no País.

A pesquisa mostra a realidade operacional, financeira e administrativa das empresas. O turismo de lazer, atendido por 76,8% das Agências continua a ser o segmento turístico mais comercializado no país, seguido pelo turismo de negócios (73,3%) e dos cruzeiros marítimos (50,6%), que vêm crescendo bastante. Um aspecto novo é o crescimento do turismo GLS, atendido por 4,5% das Agências. A pesquisa revelou que o setor é constituído por uma maioria de micro e pequenas empresas com faturamento de até R$ 400 mil, segundo a classificação utilizada pelo Sebrae.

Cerca de 36% das Agências apresentam uma receita anual de até 100 mil reais e 16,3% estão na faixa entre 100 e 200 mil. Apenas 1,9% afirmaram que sua receita corresponde a mais de 10 milhões de reais por ano. O faturamento da maioria é proveniente de uma única fonte de renda: os comissionamentos. 82,1% vendem preferencialmente serviços emissivos onde as passagens aéreas são o produto principal de suas vendas.

Atuando com estruturas enxutas e com profissionais operacionais em sua maioria com nível superior, percebe-se uma correlação positiva do nível de escolaridade com o faturamento e a lucratividade das empresas. A respeito da lucratividade nos últimos dois anos, 37% das empresas afirmaram ter tido um faturamento crescente, 42% estável e 20,7% decrescente. Questionadas sobre o diferencial das Agências, 87% mencionaram o quesito qualidade, 56% os bons serviços de assessoria ao consumidor e 55% tradição no mercado.

A pesquisa foi realizada através de questionários enviados às Agências entre maio e julho de 2006. Ao todo 930 questionários de todo o país forma considerados. Através deste diagnóstico do funcionamento das Agências de Viagens no País, o programa PROAGÊNCIA, realizado em pela ABAV em parceria com o Sebrae, vai projetar metas e traçar novos caminhos para o desenvolvimento do setor.

Fonte: ABAV
Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em