A hospitalidade premiada da Armação de Búzios

Qualificação Social e Profissional Associadas à Inserção de Jovens no Mercado de Trabalho está entre os projetos considerados modelos pelo MTur

  
  
Além da pesca, Búzios tem vocação turística

Queridinha de celebridades e anônimos, Armação de Búzios (RJ) conta com todas as opções de lazer e belezas das regiões litorâneas. Tal potencial atrai, anualmente, milhares de turistas ao antigo distrito de Cabo Frio.

Aquele, que inicialmente não passava de um povoado de pescadores, foi “descoberto” já no início de 1900 como um paraíso natural de veraneio. O aspecto bucólico seduziu a atriz Brigitte Bardot, que em 1964, quando precisou se isolar para relaxar, aportou na Armação. Para os moradores locais, muito hospitaleiros, a bela não passava de “uma criança bonita, parecida com uma boneca de olhos verdes”, segundo a edição do Jornal do Brasil da época.

Qualificação
A prefeitura municipal de Búzios, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social Trabalho e Renda, iniciou, em 2010, o projeto Qualificação Social e Profissional Associadas à Inserção de Jovens no Mercado de Trabalho, o Projovem Trabalhador.

Segundo um levantamento do município, a maioria dos jovens não tinha qualificação profissional ou exercia atividades ligadas à pesca. Mas, ao serem questionados sobre as oportunidades profissionais que buscavam, houve uma procura expressiva pela área de turismo.

Até maio, o programa deverá formar mais de 200 jovens, entre 18 e 29 anos, nos cursos de: administração, alimentação, serviços pessoais, construção e reparos e turismo e hospitalidade. Segundo a Secretária de Desenvolvimento Social, Cristiane Oliveira, a ideia é tornar o programa fixo oferecer novas turmas, mas, dessa vez, com um número maior de vagas voltadas para turismo e serviços.

Atualmente, hotéis, restaurantes e agências se mobilizam para dar conta dos visitantes e garantir que, mesmo antes de deixarem a cidade, os turistas já pensem no retorno. Por isso, a previsão de absorção no mercado de trabalho – de 30% dos jovens – deverá ser ainda maior.

O projeto venceu na categoria aspectos sociais do prêmio Melhores Práticas do MTur. Além de Búzios, no estado do Rio de Janeiro foram premiadas as cidades de Angra dos Reis e Rio de Janeiro.

Melhores Práticas
Por meio da I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, o Ministério do Turismo (MTur) premiou 27 experiências consideradas modelos para o desenvolvimento do turismo no país.

Segundo a coordenadora-geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro, a premiação visa estimular os 65 destinos a cumprirem efetivamente o papel de induzir o desenvolvimento da atividade turística em suas regiões. “O objetivo é que as práticas bem-sucedidas sejam multiplicadas por outros destinos turísticos brasileiros”, ressalta Guerreiro.

Os 240 projetos recebidos foram avaliados e selecionados conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade 2010: infraestrutura geral, acesso, serviços, equipamentos e atrativos turísticos, marketing e promoção e aspectos ambientais, sociais e culturais. As experiências premiadas foram divididas e analisadas entre capitais e não-capitais. Para conhecer as melhores práticas, clique aqui.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em