Além dos 65 destinos indutores

MTur avalia índice de competitividade de mais 50 municípios. O Objetivo é ampliar o modelo que garante padrão de qualidade internacional aos destinos

  
  
Brotas é um dos municípios que integram o Projeto de Gestão e Planejamento

O Ministério do Turismo está levando a 50 municípios brasileiros experiências e conhecimentos aplicados nos 65 destinos indutores do desenvolvimento regional. Depois de avaliar o estágio de desenvolvimento do turismo dessas cidades, o MTur inicia uma mobilização para que elas criem grupos gestores e preparem seus planos de ação para os próximos anos.

A experiência começou nesta quinta-feira (20) em Brotas, distante 240 km de São Paulo, com a realização do projeto de capacitação Gestão e Planejamento do Destino Turístico. “Vamos levar a esses municípios um modelo que está dando certo nos 65 destinos selecionados pelo ministério para atingirem padrão internacional de qualidade ”, explica a coordenadora-geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro Lima.

No ano passado, os 50 municípios participaram da pesquisa da Fundação Getúlio Vergas (FGV), que mediu os índices de competitividade dos destinos. Foi a primeira fase do processo que prossegue agora com a realização das oficinas de capacitação e planejamento. “É o momento para a criação do Grupo Gestor que terá como primeira tarefa a de conduzir o processo de elaboração do plano de ação que estabelecerá objetivos e metas para o turismo local”, esclarece a consultora do Instituto Marca Brasil (IMB)Tânia Brizolla, parceiro do MTur no projeto.

Brotas

A cidade tem 22 mil habitantes e conta com cerca 35 meios de hospedagem e 300 casas e sítios de aluguel para turistas brasileiros e internacionais. Abriga rios e cachoeiras propícios a atividades de aventura e ecoturismo. Brotas, fica a 150 km do aeroporto de Campinas e acesso pelas rodovias de São Paulo (Bandeirantes e Washington Luiz). É terra natal do cantor “sertanejo”Daniel, que ali mantém um projeto cultural.

“A partir da pesquisa (Estudo de Competitividade) soubemos quem somos e onde estamos. Agora, vamos decidir onde queremos chegar como destino turístico”, diz a secretária de Turismo de Brotas, Alecxandra Berto. O primeiro dia de trabalho, conduzido por consultores do IMB e do MTur, contou com a participação de mais de 30 representantes do governo local, entidades e empresas dos setores de hospedagem , alimentação, entretenimento, agências e operadores de turismo.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em