Aventura Segura: Assinado convênio entre ABETA e Sebrae Nacional

Foi assinado em dezembro último, o convênio entre a ABETA e o Sebrae Nacional. A formalização da parceria garantirá a viabilização do Projeto de Qualificação e Certificação no Tur

  
  

Foi assinado em dezembro último, o convênio entre a ABETA e o Sebrae Nacional. A formalização da parceria garantirá a viabilização do Projeto de Qualificação e Certificação no Turismo de Aventura, que faz parte do Programa Aventura Segura, uma iniciativa do Ministério do Turismo, que começou a ser implementada em dezembro de 2005 pela ABETA.

Os recursos previstos no convênio firmado com o Sebrae Nacional são de R$ 2.255.700,00, que serão investidos em ações de assistência técnica para empresas na implementação da norma NBR 15331 - Sistema de Gestão da Segurança, subsídio às iniciativas de certificação de condutores e empresas, além de ampla disseminação da cultura da qualidade e da segurança para a operação responsável e segura de atividades.

A proposta - elaborada em estreito alinhamento com o Plano Nacional de Turismo (PNT) - contempla entre seus objetivos específicos: dar qualidade ao produto turístico; diversificar a oferta turística; estruturar os destinos turísticos; ampliar e qualificar o mercado de trabalho; e aumentar a inserção competitiva do produto turístico no mercado internacional.

A previsão é de que as ações sejam executadas em 24 meses, no período de dezembro de 2006 a dezembro de 2008, sendo elas complementares às iniciadas pelo Programa Aventura Segura desde dezembro de 2005.

Entre as ações previstas estão:

· Qualificação de Empresas, por meio de Assistência técnica na implementação do Sistema de Gestão da Segurança;

· Certificação de Profissionais e de Empresas de Turismo de Aventura (Avaliações para certificação das competências mínimas do condutor de turismo de aventura - ABNT NBR 15285 e para certificação da implementação dos requisitos do sistema de gestão da segurança para o turismo de aventura - ABNT NBR 15331);

· Monitoramento e avaliação (contempla a realização de um diagnóstico do impacto das ações de normalização, qualificação e certificação implementadas);

Segundo Israel Waligora, Presidente da ABETA, o convênio com o Sebrae Nacional fecha o ciclo de organização em prol do segmento de aventura. “A mobilização, que começou em 2003 com a criação de Normas Técnicas, e está tendo continuidade com a realização de seminários técnicos, oficinas e cursos nos pólos visando à qualificação, agora se complementará com as ações focadas em Gestão da Segurança, fechando o ciclo de desenvolvimento e organização do segmento através da certificação. Contudo, ainda mais importante que a criação de um Selo de Qualidade é a conscientização e a mobilização de consumidores e empresários. O apoio do Sebrae Nacional - em um mercado constituído na maioria por micro e pequenas empresas - é um fator altamente favorável para a implementação das ações”, avalia.

O Coordenador Nacional de Projetos de Turismo do Sebrae Nacional, Dival Schmidt Filho, destaca o potencial brasileiro para o segmento de aventura e reforça a necessidade de implementação de ações efetivas de qualificação, sendo a certificação uma garantia de que o produto nacional tem o mesmo padrão de qualidade que os ofertados em âmbito internacional. “A proposta do Programa Aventura Segura e o mercado de turismo de aventura se enquadram perfeitamente na proposta do Sebrae Nacional. Mais que buscar uma mudança cultural, lutamos para criar um ambiente favorável para pequenas e médias empresas”, complementa.

As ações do Programa Aventura Segura abrangem 15 pólos, presentes em 13 estados brasileiros. Assim, o reforço do Sebrae Nacional, por meio dos Sebraes Regionais e dos 1,5 mil pontos de atendimento presentes no território nacional garantirá ainda mais divulgação e disseminação do conhecimento. “Temos uma capilaridade excelente e uma proposta como essa precisa ser disseminada em larga escala. A mobilização dos Sebraes Regionais já começou e o apoio dado ao projeto garante ainda mais visibilidade junto às comunidades”, complementa Schmidt.

_______
Fonte: Informativo Programa Aventura Segura - JAN/07

  
  

Publicado por em