Comunicação eficiente para uma gestão bem preparada

Seminário discute ferramentas para a gestão de risco e de crises no setor turístico. Evento termina hoje (24), em Brasília (DF)

  
  

Nesta sexta-feira (24), o Seminário das Américas discutiu instrumentos para a gestão de crise no setor de turismo e de viagens. Dirk Glaesser, gerente do Programa de Gerenciamento de Riscos e Crises da Organização Mundial do Turismo (OMT), fez uma apresentação sobre a importância de uma gestão competente, que esteja atenta às garantias que o setor deve oferecer para que situações de vulnerabilidade sejam sempre controladas.

Segundo ele, o produto turístico não pode estar dissociado de uma palavra: confiança. “Há uma dificuldade para que o consumidor avalie um produto turístico numa situação de crise. As garantias construídas previamente sobre esse produto são o eixo mais vigoroso para que crises sejam evitadas, ou tenham seus impactos minimizados.”

Dirk abordou também a necessidade de um sistema de comunicação eficiente, voltado tanto para os consumidores como para fornecedores, intermediários e os próprios veículos de comunicação. Chamou a atenção para a rapidez da troca de informações nas redes sociais, em especial, o twitter, e citou como exemplo o acidente de um avião da Turkish Airlines no aeroporto de Schipol, em Amsterdã (Holanda), em fevereiro de 2009.

“Para se ter uma ideia, seis minutos após o avião ter tocado o chão, já havia mensagens no twitter solicitando informações sobre o episódio. Fica clara a necessidade de uma comunicação imediata, compreensiva, confiável e objetiva. A comunicação visual, por exemplo, tem ganhado importância: em 2,5 segundos percebe-se uma imagem de complexidade média. No mesmo tempo, lê-se apenas 10 palavras. É claro que há a possibilidade de atenção excessiva sobre a situação, mas não se pode ignorar este fato”.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em