Em julho, turismo das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste receberá cursos de formação

MTur e CET/UnB irão capacitar gestores, empresários e sociedade civil organizada para a prevenção da exploração sexual de crianças e adolescentes

  
  

No mês de julho, as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste receberão os cursos de formação de multiplicadores do Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo. A ação integra o programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), do Ministério do Turismo, e é executada pelo Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET/UnB).

O anúncio aconteceu hoje (30), em Maputo, capital de Moçambique, durante a conferência Turismo – Amigo do Jovem e da Criança, evento para o qual o Brasil foi convidado a apresentar sua experiência em ações de enfrentamento à exploração sexual.

Segundo a coordenadora de Projetos do CET, Elisângela Machado, será oferecido um curso por região, que contará com cinco representantes de cada estado, entre gestores públicos, empresários do setor e integrantes da sociedade civil organizada. O MTur fez a seleção das entidades convidadas.

No total, 47 profissionais serão formados. “O nosso objetivo é promover ações articuladas de prevenção. Os participantes da formação serão capacitados para disseminar o conhecimento. Esse trabalho é muito importante, porque quanto mais as pessoas sabem sobre o assunto, mais denunciam”, afirmou a professora.

A professora explicou que, durante os cursos, os participantes formularão um plano de ação para cada estado. Posteriormente, o Ministério do Turismo disponibilizará recursos para que as idéias sejam colocadas em prática.

Os multiplicadores formados e os secretários estaduais de turismo serão convidados a assinar uma carta de compromisso, que será entregue ao Conselho Nacional de Turismo (CNT) pelo ministro do Turismo, Luiz Barretto.

Após o encerramento dos cursos de formação de multiplicadores, terá início a terceira fase do projeto, que prevê uma estratégia de prevenção e uma campanha nacional com foco na Copa do Mundo de Futebol de 2014.

Experiência do Brasil em Moçambique – Cerca de 70 representantes de países da África Austral, como a África do Sul, Zimbábue e Zâmbia, estão tendo a chance de conhecer a experiência desenvolvida pelo Ministério do Turismo do Brasil (MTur) na prevenção dos casos de exploração sexual de crianças e adolescentes, durante a realização da conferência “Turismo – Amigo do Jovem e da Criança”, que termina hoje (30) em Maputo, capital de Moçambique.

A coordenadora do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI) e representante do MTur, Elizabeth Bahia, apresentou os princípios, objetivos e principais resultados alcançados, desde a criação do projeto em 2005. O convite para a participação foi feito pelo Ministério do Turismo de Moçambique, que considera o TSI do MTur um modelo de sucesso na sensibilização do setor para a proteção da infância e da juventude.

DISQUE 100 E DENUNCIE

Hoje é possível fazer denúncias dos casos de exploração ou abuso de várias maneiras, pelo Disque 100, nas delegacias, escolas, ONGs, Centros de Referência Especializada de Assistência (Creas), Centros de Referência de Assistência Social (Cras), e nos próprios conselhos tutelares, que fazem o encaminhamento para a punição legal dos responsáveis, bem como ao acompanhamento dos jovens.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em