Empresas de receptivo turístico recebem qualificação pelo Governo do Estado de Minas Gerais

As empresas de receptivos são estimuladas a construir um turismo sustentável, que ofereça Minas Gerais como um destino atraente, e com oferta de roteiros diferenciados e inovadores.

  
  
A terceira turma do Programa conta com 70 participantes

A Secretaria de Estado de Turismo iniciou nesta quinta-feira (05), em Belo Horizonte, a primeira oficina para capacitação da terceira turma do programa Minas Recebe. Iniciado em 2007, visa capacitar os receptivos turísticos em Minas Gerais para um atendimento de excelência aos turistas que visitam o Estado. As empresas de receptivos são estimuladas a construir um turismo sustentável, que ofereça Minas Gerais como um destino atraente, e com oferta de roteiros diferenciados e inovadores. Desde 2007, 65 empresas já participaram das capacitações oferecidas pelo programa em Minas Gerais.

Nos últimos três anos, Governo de Minas, na área do turismo, tem investido em infra-estrutura, capacitações, sinalização turística, além ações de promoção e divulgação, com recursos na ordem de R$ 80 milhões. “Temos, permanentemente, incentivado a comercialização de novos produtos turísticos mineiros. Para tanto, os nossos receptivos precisam estar preparados, capacitados e com um variado cardápio de ofertas para o turista nacional e estrangeiro. O papel do Estado é de fomentador e incentivador, por isto, trabalhamos juntamente com as empresas da iniciativa privada, como os receptivos, para levar ao mercado turístico os nossos melhores produtos”, explica a Secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond.

Qualificação e operação turística

Foram inscritos 70 agentes de receptivos, que participarão de um workshop com tema: Qualificação em Formatação de Produtos Turísticos e Operação Turística. A primeira fase da capacitação tem duração de 16 horas, dura dois dias e contempla ensino de metodologias com conteúdo técnico desde a formatação de um produto turístico, roteiros, cadeia produtiva e segmentação do turismo em Minas. Na segunda fase do programa, de dezembro de 2009 a fevereiro de 2010, há a continuidade dos workshops de capacitação. Na terceira e última etapa, em março do ano que vem, haverá dinâmica de integração. Esta dinâmica proporciona um ambiente favorável ao surgimento de novas parcerias.

O empresário Ivan Barbosa, proprietário do Parque Náutico de Jaguara, localizado em Sacramento-MG, disse que está impressionado com a estratégia do Minas Recebe. “Não sabia que o programa estava tão bem estruturado, cercado de profissionais gabaritados. Valorizamos a iniciativa e estamos engajados nesse projeto, que desenvolve a cadeia produtiva do turismo no Estado”, afirmou.

Multiplicar os aprendizados também é uma das intenções da proprietária do Outeiro de Minas Eco Spa, localizado em Itabirito, Ana Lucia Bovi, que participa desta nova turma do Minas Recebe. “O turismo exige cada vez mais a formatação de produtos com qualidade. Só é competitivo quem oferece um bom serviço. Vim buscar no Minas Recebe metodologias que me ajudarão a oferecer um produto competitivo e diferenciado. Pretendo repassar os aprendizados desta qualificação para aqueles que trabalham comigo”, explica.

Fonte: Secretaria de Turismo de Minas Gerais

  
  

Publicado por em