Programa de Regionalização do MTur será apresentado durante Congresso da Abetar

A integração do transporte regional com o turismo é o tema que a diretora do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo, Tânia Brizolla, v

  
  

A integração do transporte regional com o turismo é o tema que a diretora do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo, Tânia Brizolla, vai apresentar hoje, às 14h, durante o Congresso da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional (Abetar) 2006. Uma realização do MTur em parceria com a Abetar, o evento começou ontem, às 10h, e está sendo realizado no Blue Tree Park, em Brasília.

“Desde sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo busca a interiorização do Brasil e o desenvolvimento turístico das regiões que ainda não têm seus roteiros consolidados. E para isso, as empresas aéreas regionais cumprem um papel fundamental, possibilitando a chegada de turistas nessas localidades, como fez em Bonito (MS) e Porto Seguro (BA). Por outro lado, o desenvolvimento de roteiros estruturados e com infra-estrutura capaz de atender o turista e receber vôos regionais, ajuda a alavancar novas rotas”, diz Tânia Brizolla.

O secretário Nacional de Políticas do Turismo, Airton Pereira, esteve presente à solenidade de abertura, junto com o presidente da Abeta, Lack Chryssafidis, o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, entre outros. “O trabalho do Ministério do Turismo de atuação compartilhada, no planejamento e na execução das ações de estruturação de roteiros turísticos, e de integração e cooperação entre os municípios depende muito do avanço da aviação regional”, disse o secretário Nacional de Políticas do Turismo, Airton Pereira.

Outros temas estão sendo abordados durante o evento como a regulação e regulamentação do setor, competição e concorrência predatória, aspectos do panorama econômico para os próximos anos, os anseios dos passageiros, um novo modelo para o transporte aéreo regional, novas tecnologias e produtos inovadores. O objetivo é discutir as mudanças e novos rumos para a aviação regional como alternativa viável e sólida para o futuro da aviação no Brasil.

“Essa reunião que estamos tendo com autoridades, empresas e pessoas ligadas à indústria de transporte aéreo no Brasil busca debater e encontrar soluções que façam o transporte aéreo regional crescer no Brasil. No ano passado, o segmento cresceu 32%. Isso porque as companhias estão aproveitando os espaços e investindo em aeronaves e mais destinos. Ao mesmo tempo, trabalham para baixar custos e preços. O desafio agora é aumentar a competitividade”, enfatiza Lack.

_______
Fonte: Ministério do Turismo

  
  

Publicado por em