Registro de costumes e tecnologias artesanais beneficia mineiros

Registro de costumes e tecnologias artesanais beneficia mineiros Auto-estima, reconhecimento e melhoria de renda estão entre os resultados esperados por comunidades e grupos que buscam o reconhecimento oficial Eliza Caetano Toque dos sinos de Tirad

  
  

Registro de costumes e tecnologias artesanais beneficia mineiros Auto-estima, reconhecimento e melhoria de renda estão entre os resultados esperados por comunidades e grupos que buscam o reconhecimento oficial Eliza Caetano Toque dos sinos de Tiradentes é uma das manifestações em busca de reconhecimento como bem imaterial de Minas Belo Horizonte - O patrimônio cultural brasileiro vai além de monumentos, documentos e obras arquitetônicas. Ele está em hábitos, costumes, festas e tecnologias desenvolvidas pelo povo e que marcam seu jeito de viver. Agora, o reconhecimento oficial da cultura promete trazer benefícios para comunidades de Minas Gerais. O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA) está estimulando alguns setores culturais a buscar o registro de suas manifestações.

Além do queijo do Serro, primeiro e por enquanto único bem imaterial do Estado, estão em andamento processos para reconhecer o toque dos sinos da cidade de Tiradentes, a procissão de Nossa Senhora do Rosário, em Chapada do Norte, o processamento da cana para produção de açúcar, rapadura e cachaça e as tradições da comunidade negra dos Arturos.

“Estamos nos focando em três linhas de pesquisa. A primeira, de tecnologias tradicionais de processamento de alguns produtos, a segunda, das tradições negras, e a terceira, das tradições indígenas”, explica a historiadora e coordenadora do projeto no IEPHA, Vânia Leite. O Instituto está pesquisando algumas das tribos de tradições mais preservadas em Minas, como a Krenak, a Machacali, a Pataxó e a Xacriabá.

Apesar da ênfase nessas linhas, o Instituto recebe pedidos de outros tipos de manifestações. Para isso a comunidade precisa fazer uma pesquisa sobre o objeto do registro, recolher depoimentos, documentos, fotografias, vídeos e qualquer material que sirva para provar que a tradição cultural existe e foi preservada. Já foram pedidos registros até para a dedicação dos torcedores aos clubes de futebol América e Atlético Mineiro.

Da pesquisa feita para registrar o queijo da cidade do Serro, o produtor e presidente da Associação dos Produtores Artesanais de Queijo do Serro (APAQS), Jorge Simões, criou um pequeno museu em sua propriedade, que hoje recebe visitantes interessados em observar o processo de produção. “O queijo hoje é uma atração turística”, afirma o presidente da APAQS.

O turismo, aliás, é outro benefício trazido pelo registro. “Vários colegas já estão se atentando para essa possibilidade. É muito curioso para a gente da cidade, que acha que leite dá na caixinha, ver todo o processo de fabricação do queijo”, afirma o produtor. “Isso é importante para o turismo, mas o reconhecimento vem a médio prazo, a não ser que exista uma divulgação maciça do registro”, avalia a coordenadora de turismo do Sebrae em Minas Gerais, Mônica Alencar.

No caso do queijo, outro reflexo foi a melhoria do mercado. “O preço subiu, o produto ficou mais valorizado e mais procurado”, explica Jorge Simões. Ele conta que os produtores ainda não tiraram proveito comercial do reconhecimento porque o produto ainda precisa ultrapassar barreiras legais, como a conquista do selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), para ser vendido nos grandes centros urbanos e ir além das fronteiras do Estado. “Também buscamos, com o registro, a sustentabilidade econômica das comunidades”, explica Vânia Leite.

Serviço:
Assessoria de Imprensa do Sebrae em Minas Gerais - (31) 3371-9036
Associação dos Produtores Artesanais de Queijo do Serro - (38) 3541-1045
IEPHA - (31) 3213-5972 Fonte: SEBRAE

  
  

Publicado por em

Vivi

Vivi

30/03/2009 20:19:34
eu naum gostei muito por que naum
fala sobre os costumes
mas memo assim é um site
otimo

MYK

MYK

Agradeço pelo comentário
Vick

Vick

30/03/2009 20:17:02
eu gostei muito mas eu queria
que chegase diretamente no assunto
voces pode fazer isso?
espéro q sim beijos vitoria

MYK

MYK

Estudaremos o caso de matérias mais sucintas. Grato pelo comentário.
Ana Gabriela

Ana Gabriela

27/11/2008 10:52:47
Esse resumo ficou muito sem sentido

MYK

MYK

o texto procura informar e mostrar a diversidade cultural da região.
Isabela

Isabela

27/11/2008 09:02:18
eu acho esse texto muito interessa te
obrigada

MYK

MYK

Prezada Isabela, Grato pelo comentário. Continue sempre acessando o site. Abraços
Paula

Paula

15/10/2008 09:08:16
enrolado de mais

MYK

MYK

O registro de suas manifestações culturais é de extrema importancia para preservação de nossa riquissima cultura. O texto tenta mostrar algumas delas e a importancia para a economia local.