Salvador seleciona sete novos pontos para integrar roteiro

Para lançar roteiro, houve votação pela internet; disputa entusiasmou os internautas do Brasil e de outros dez países como Estados Unidos, Portugal e Itália

  
  
Coletiva de imprensa anunciando os 7 Pontos Mágicos de Salvador

O desafio foi lançado na internet. O Cluster de Turismo e Entretenimento da Bahia promoveu uma votação dos lugares mais representativos de Salvador. Dos 14 locais previamente escolhidos, os sete mais votados fariam parte de um roteiro mágico. A disputa entusiasmou os internautas do Brasil e de outros dez países como Estados Unidos, Portugal e Itália. Durante os dois meses de campanha, que contou com apoio de órgãos de governo e entidades como o Sebrae, mais de 36 mil votantes definiram os pontos da capital baiana que vão receber um tratamento especial. O resultado foi divulgado na quarta-feira (1°) no 4º Salão de Turismo, em São Paulo.

O Centro Histórico com o Pelourinho e a Praça da Sé; o bairro de Itapuã com a Lagoa de Abaeté; o Comércio - Contorno, onde ficam o Mercado Modelo e o Elevador Lacerda; o Dique do Tororó, lagoa artificial criada no final do século XVII; a Barra, no extremo sul da cidade com monumentos e praias; Península de Itapagipe, com importantes sítios históricos, religiosos, culturais e de lazer e a Baía de Todos os Santos com 1052 quilômetros quadrados, a maior do Brasil em extensão territorial foram os preferidos. Esses foram os locais mais votados.

“Ficou de fora o bairro Rio Vermelho. Quase pedi uma conferência do resultado, mas tive que respeitar porque foi uma votação democrática”, brincou o secretário Estadual de Turismo, Domingos Leonelli. Inovação de produtos, qualidade e integração econômica foram apontados pelo secretário como os três desafios atuais. “Esses lugares serão mapeados para que suas necessidades sejam reconhecidas e a intervenção será permanente”, assegurou.

No Carnaval, pico da alta estação, a cidade recebe 400 mil turistas. Ao longo do ano, este número fica em torno de um milhão. A escolha dos ‘7 pontos mágicos de Salvador’ é para ampliar a oferta de atrações para que os visitantes fiquem mais tempo na cidade. A demanda para esta campanha partiu dos próprios empresários preocupados com a renovação do turismo receptivo.

“Pesquisas mostram que um turista a passeio tem um gasto médio de US$ 100 e a negócio o valor é três vezes maior. Isso dá uma idéia do impacto quando o visitante decide aumentar o tempo da estadia. Salvador precisa de novos produtos para motivar os turistas e todos esses locais tem atrações integradas”, reforça a presidente da Bahiatursa, Emília Silva.

“Vamos trabalhar com agências do receptivo para ajudar na estruturação de novos produtos. Esses locais são a matéria-prima para inovar”, afirmou o coordenador da Carteira de Economia Criativa do Sebrae da Bahia, Richard Alves.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7138 e 2107-9362
www.agenciasebrae.com.br

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em