Assistência viagem não é seguro

Setor garante margem alta de rentabilidade para agências e aposta em crescimento de 50% para os próximos três anos

  
  
Assistência viagem não é seguro

Com foco no tema-central do 38º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens, “Agência e Cliente: A Melhor Relação”, a sala temática 211, do Pavilhão 5 do Riocentro, lotou, durante o dia 21 de outubro, das 10h às 12h30, como palco de uma destacada Rodada de Oportunidades: “Uma Grande Oportunidade de Negócios ao seu Alcance!”. Com a participação de nove empresários da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Assistência -- ABCA, dois módulos de debates permitiram destacar a importância dos agentes de viagens conhecerem e saberem como orientar seus clientes no que diz respeito aos benefícios da Assistência Viagem, que não deve ser confundida com o Seguro Viagem.

Frente às atuais mudanças que exercem um forte impacto sobre a rede de distribuição dos produtos e serviços turísticos no país, onde a valorização da consultoria de viagens ganha relevo e passa a ser fator determinante de sucesso, orientar o cliente é indispensável. “Saber salientar as relevantes diferenças entre os Cartões de Assistência e o Seguro Viagem é de grande valor para que o agente de viagens possa levar conhecimento relevante aos viajantes”, afirmou Ricardo Romam, presidente da ABCA.

Na oportunidade, foi esclarecido, por meio de cases e das didáticas apresentações conduzidas pelos especialistas Evandro Correa e Gelson Popazoglo, que quando se trata do Seguro Viagem, o procedimento se dá de forma que o passageiro, ao sofrer determinado tipo de acidente durante sua viagem, arca com todas as despesas necessárias e, apenas, quando regressa ao seu país de origem é que vai requerer o reembolso buscando ser indenizado. Já no caso do Cartão de Assistência, o processo acontece de maneira diferente. O viajante no momento da compra de seu pacote turístico escolhe um cartão adequado e, dependendo do destino e do tempo de permanência de sua viagem, com este cartão o turista poderá, em caso de qualquer emergência, entrar em contato com a central de atendime nto do país em que estiver para receber as informações necessárias sobre como prosseguir. Basta, portanto, que se apresente o cartão para utilizar os benefícios garantidos pelos planos de assistência, sem colocar a mão no bolso.

Satisfação e remuneração

Outros dois aspectos relevantes foram analisados pelos participantes da rodada de negócios realizada em parceria com a ABCA. Primeiro, o fato do número de passageiros que realmente conhecem tais diferenças e por isso usufruem os benefícios da Assistência que o Cartão oferece, atinge apenas cerca de 35% e, entre eles o grau de satisfação é muito elevado, superando mais de 98% de aprovação. Ou seja: o potencial de crescimento de negócios no segmento é extraordinário.

O segundo aspecto, não menos importante, também diz respeito diretamente aos interesses do consultor de viagens; uma vez que todas as empresas de Cartão de Assistência associadas garantem a maior margem de remuneração do mercado, de 20% a 25%, para as agências de viagens. Na prática, a maior margem de remuneração de toda a cadeia produtiva do setor.

Lembrando que o consultor de viagens, segundo interpretações legais vigentes no código de defesa do consumidor (CDC), é responsável solidário, os debates realizados na rodada de negócios enfatizaram informações atualizadas sobre os países que exigem a cobertura da Assistência Viagem, sob pena de deportação.

“Segurança para quem viaja e para quem fica”. Esta frase sintetiza o sentimento coletivo assumido por todos os presentes, que garantiram apoio ativo à consecução de uma das metas definidas pela ABCA: ampliar para a 50% o total dos viajantes com cartões de assistência em três anos.

Ações promocionais

Durante a plenária, a ABCA lançou um vídeo institucional e anunciou a realização de campanhas promocionais com uso de redes sociais, que já estão disponíveis no portal www.abca.tur.br. Na plataforma virtual, a entidade já oferece uma série de dicas e informações direcionadas às agências de viagens, prometendo incluir respostas às questões mais freqüentes debatidas durante o evento ABAV com a intermediação do assessor de imprensa Luiz Henrique Miranda.

Fonte: Capta Comunicação & Promoções

  
  

Publicado por em