Abav segue em negociação com a TAM para remuneração no internacional

Participaram também do encontro representantes do Departamento Jurídico e de Tecnologia de Informação da empresa aérea

  
  

Na manhã de hoje, o presidente da Abav Nacional, Carlos Alberto Amorim Ferreira, Kaká, o assessor jurídico da entidade, Joandre Ferraz, além de Edmar Bull e Faustino Albano, representando a Abracorp, estiveram reunidos com o vice-presidente Comercial e de Planejamento da TAM, Paulo Castello Branco e o diretor comercial da empresa, Klaus Kühnast, para uma nova discussão sobre a remuneração na emissão dos bilhetes internacionais.

A proposta, apresentada pela TAM no último dia 15 de julho, foi apreciada por todos os dirigentes das Abav’s Estaduais, assim como diretores da Abav Nacional e presidentes das entidades Abracorp, Abremar, Aviesp, Avirrp, Fenactur e Sindetur. A maioria se mostrou contrária e reivindicam igualdade de tarifas nos canais de venda.

“Explanamos à TAM que não podemos aceitar a proposta como está. É necessária uma maior negociação, para que atenda de forma satisfatória os dois lados envolvidos: agentes de viagens e cia. aérea”, destacou Kaká.

O dirigente adianta que, para discutir melhor o assunto, será realizada em São Paulo, no próximo dia 11, uma reunião de Conselho de Presidentes e diretoria com a presença dos dirigentes da TAM.

“Temos que reunir todos para discutir esse assunto e negociarmos ainda mais. É importante conhecermos, também, as implicações da não aceitação da proposta”, enfatizou o Kaká.

Entretanto, segundo Kaká, um processo que tramita no Ministério Público do Distrito Federal, por conta do acordo firmado com a TAM em 2007, pode atrapalhar as negociações.

“O promotor vê o acordo, firmado com a TAM em 2007, como formação de cartel, uma vez que a remuneração é fixada em 10% ou no valor mínimo de R$ 30, e exige que façamos alterações. Temos 60 dias para apresentarmos uma solução”.

Participaram também do encontro representantes do Departamento Jurídico e de Tecnologia de Informação da empresa aérea.

Fonte: ABAV

  
  

Publicado por em