Aeroporto de São Félix do Xingu/PA terá pista de 1.600 metros

O aeroporto atual já não comporta o crescente movimento de aeronaves pequenas e médias, que pousam e decolam diariamente.

  
  

O aeroporto de São Felix do Xingu, município do sudeste do Pará, ganhará uma nova pista, com 1.600 metros e capacidade para aeronaves de médio porte, e terminal para 60 passageiros nos horários de pico. O aeroporto atual já não comporta o crescente movimento de aeronaves pequenas e médias, que pousam e decolam diariamente, transportando empresários dos setores mineral e agroindustrial, representantes do poder público, moradores da região e turistas.

O secretário de Estado de Transportes, Valdir Ganzer, esteve no aeroporto inspecionando o andamento das obras. "A região tem o maior rebanho bovino do Norte. Com vários frigoríficos instalados e uma economia em franco crescimento, a região precisa de um aeródromo mais seguro", disse ele.

As obras no aeroporto, resultado de convênio firmado entre o governo do Estado e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), já foram iniciadas e devem ser concluídas até fevereiro de 2010, totalizando um investimento de R$ 6,7 milhões. Estão previstas obras de melhoramento da pista de pouso, dos pátios de taxiamento e de aeronaves, e implantação do balizamento noturno e do Papi (Percurso de Aproximação de Precisão), um sistema de luzes que informa os pilotos sobre a altitude correta do avião, quando se prepara para pousar. A pista receberá uma camada de revestimento asfáltico de 20 cm, para garantir maior durabilidade.

Linha crescente - Quando pronta, a pista atenderá aeronaves como o Brasília, com capacidade para 27 passageiros, e outras do mesmo porte, possibilitando a entrada em operação de uma linha comercial que atenda a demanda crescente na região.

São Félix do Xingu, às margens da rodovia PA-279, está situado a cerca de 260 quilômetros de Xinguara e a mais de mil quilômetros de Belém. São distâncias que, só de avião, podem ser percorridas em menor tempo.

O de São Félix é o terceiro aeródromo reconstruído pela Secretaria de Estado de Transportes (Setran). Os investimentos na melhoria do setor aeroviário no Pará também contemplam os aeroportos de Alenquer, já homologado pela Anac, e de Almeirim, que será concluído até o final do ano.

Fonte: Agência Pará de Notícias

  
  

Publicado por em